PUBLICIDADE
Logo do Fluminense

Fluminense

Favoritar Time

Cano x Vegetti e mais: os possíveis duelos de Fluminense e Vasco

Rivais protagonizam primeiro clássico do Brasileirão-2024. Jogo, que será no Maracanã, é recheado de duelos particulares

19 abr 2024 - 13h37
(atualizado às 14h16)
Compartilhar
Exibir comentários
Fotos: Matheus Lima/Vasco / Marcelo Gonçalves/Fluminense - Legenda: Payet (esq.) e Ganso podem travar duelo particular no Maracanã, neste sábado (20)
Fotos: Matheus Lima/Vasco / Marcelo Gonçalves/Fluminense - Legenda: Payet (esq.) e Ganso podem travar duelo particular no Maracanã, neste sábado (20)
Foto: Jogada10

Fluminense e Vasco se enfrentam neste sábado (20), no que será o primeiro clássico do Brasileirão-2024. E não faltam duelos particulares dentro do confronto, que vive uma das maiores rivalidades atuais no país.

Goleiros de Seleção, zagueiros "ex-volantes" capitães, camisas 10 clássicos e centroavantes goleadores argentinos. Ingredientes de sobra para o duelo da terceira rodada do Brasileirão. Vamos conferir?

Gol

Nesse quesito, um dos goleiros leva certa "vantagem" por conta da idade. Fábio tornou-se o jogador mais velho a disputar uma partida de Brasileirão e vai tomando conta do recorde.

Do outro lado, Léo Jardim, goleiro de Seleção Brasileira, mas que acabou falhando na última partida do Vasco. Recentemente Léo vem tendo grandes atuações, como nos jogos contra o Água Santa, pela Copa do Brasil, e na ida da semifinal do Carioca, contra o Nova Iguaçu.

Não à toa, carimbou a boa fase com uma convocação para a Seleção, lugar que Fábio conhece bem. O arqueiro, que tem passagem pelo Vasco, aliás, atuou pela Canarinho. Chegou a ser campeão da Copa América de 2004 na época que jogava pelo Cruz-Maltino, pouco antes de ir fazer história no Cruzeiro.

Zaga

Os capitães de Fluminense e Vasco possuem algo em comum. Eram volantes e viraram zagueiros, além de possuir história na Europa. Felipe Melo, do Flu, e Medel, do Vasco, protagonizam duelo particular.

Melo, de 40 anos, é titular do Tricolor e deve voltar ao time após ser poupado no último compromisso. Ele não viajou a Salvador, onde o Fluminense foi derrotado por 2 a 1 para o Bahia. Medel, por sua vez, também não atuou na última partida do Vasco, mas por compromisso pessoal. Sua participação no jogo não está confirmada.

Ambos têm passagem por suas seleções (Melo, no Brasil; Medel, no Chile) e brilharam especialmente em times italianos. Felipe Melo passou por Fiorentina, Juventus e Inter de Milão. Após jogar muito no Sevilla, Medel passou pela Premier League (Swansea), defendeu a própria Internazionale, se aventurou no Besiktas, e virou referência no Bologna.

Ainda na zaga, outro grande "duelo" será na lateral-esquerda. Marcelo, ex-Seleção, e Lucas Piton, candidato a Seleção, forjam uma particularidade no confronto, já que um pode seguir os passos do outro com a camisa do Brasil.

Ganso x Payet

Dois camisas 10 de respeito, cada um a seu estilo. Ganso é o maestro tricolor, mesmo sem participar em números efetivos em gols e assistências. Mas praticamente toda jogada do time de Fernando Diniz passa pelos seus pés, que sabem cadenciar o jogo ou acelerá-lo.

Já Payet tem um estilo mais atacante, chegando muito dentro da área, arriscando finalizações e passes de efeito, em que buscam o atacante para tentar marcar o gol. O europeu, porém, não tem garantida sua participação, já que se recupera de lesão no joelho.

Cano x Vegetti

Duelo interessante entre os Hermanos. Germán Cano teve passagem marcante pelo Vasco, tornando-se o segundo maior artilheiro estrangeiro do clube. Saiu e foi defender um dos maiores rivais, o Fluminense, onde já é ídolo.

Foi artilheiro do Brasileirão 2022 e da Libertadores 2023 - este último com direito a gol na final e título. Além disso, Cano marcou gols contra o Fluminense pelo Vasco, mas já pode ser considerado um carrasco vascaíno. Em cinco jogos, marcou três gols contra o ex-time - um deles uma obra prima, de esquerda do meio-campo. Mas já vive jejum de três partidas sem marcar.

Vegetti conseguiu preencher uma lacuna que existia no elenco do Vasco desde exatamente a saída de Germán Cano. Também argentino, o Pirata chegou na janela do meio do ano, em 2023, e, então, logo caiu nas graças da torcida.

Marcou o gol da vitória contra o Grêmio, pela 18ª rodada, em jogo que marca a recuperação do Vasco no Campeonato Brasileiro. Foram dez gols em 21 partidas, que contribuíram e muito, assim, para a permanência do Cruz-Maltino na Série A.

E neste sábado, quem levará a melhor no Maracanã?

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade