PUBLICIDADE
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

Osasco quebra invencibilidade do Sesc Flamengo e encosta na liderança da Superliga

Embalado pelas 15 vitórias consecutivas e buscando aumentar a sequência positiva na Superliga, o Sesc Flamengo recebeu o Osasco São Cristóvão Saúde na noite dessa terça-feira (27) pela 7ª rodada do returno. Digno do tamanho do clássico entre as equipes, o jogo foi equilibrado do início ao fim e teve como protagonista o saque. O […]

27 fev 2024 - 23h54
(atualizado em 28/2/2024 às 11h57)
Compartilhar
Exibir comentários
Osasco supera o Sesc Flamengo no Maracanãzinho pela Superliga
Osasco supera o Sesc Flamengo no Maracanãzinho pela Superliga
Foto: Esporte News Mundo

Embalado pelas 15 vitórias consecutivas e buscando aumentar a sequência positiva na Superliga, o Sesc Flamengo recebeu o Osasco São Cristóvão Saúde na noite dessa terça-feira (27) pela 7ª rodada do returno. Digno do tamanho do clássico entre as equipes, o jogo foi equilibrado do início ao fim e teve como protagonista o saque. O time que conseguiu errar menos no serviço, levou a melhor. Assim, Camila Brait brilhou no fundo de quadra e na liderança da equipe em quadra e comandou o Osasco em uma vitória por 3 sets a 2, e levou o trofeú Viva Vôlei de craque do jogo.

O primeiro set foi muito equilibrado. As equipes trocaram pontos e se revezaram a frente do placar. Até a parte final da parcial, o Sesc Flamengo conseguiu administrar uma vantagem pequena, sacando de forma agressiva e aproveitando a virada de bola. Entretanto, o Osasco São Cristóvão Saúde devolveu na mesma moeda e conseguiu encostar no rival após boa passagem de Lorenne pelo saque. O time paulista salvou dois set points do rival e com o bloqueio encaixado fechou o primeiro set, de virada, por 27 a 25.

Com o revés na primeira parcial, o Sesc Flamengo voltou mais agressivo para o segundo set. No início do set, Roni encaixou boa sequência no saque e as comandadas de Bernardinho conseguiram abrir uma vantagem considerável no marcador. Sendo eficiente no serviço, as rubro-negras aproveitaram o side-out e encurralaram o Osasco São Cristóvão Saúde no bloqueio. Com Roni sendo decisiva, as donas da casa venceram o segundo set por 25 a 17 e empataram o clássico: 1 a 1.

O Sesc Flamengo voltou ainda mais agressivo no terceiro set. Sacando de forma eficiente, o time comandado por Bernardinho teve em Roni a principal arma para desestabilizar o time osasquense. Com o sistema saque x bloqueio do rival encaixado, o Osasco São Cristóvão Saúde não conseguiu medir forças na parcial e acabou sendo a equipe a errar mais. Nesse embalo, o Sesc Flamengo aplicou 25 a 22 na terceira parcial e virou o marcador: 2 a 1.

O Osasco São Cristóvão Saúde voltou a equilibrar o jogo no quarto e decisivo set. Com boa distribuição de Giovana e errando menos que o Sesc Flamengo, o time paulista conseguiu ter vantagem no placar, tendo os bloqueios como a diferença do clássico na parcial. A norte-americana Brionne Butler foi o destaque no fundamento e ajudou as paulistas a fazerem 25 a 21 e levarem o jogo para o tie-brake: 2 a 2.

E no tie-break só deu Osasco São Cristóvão Saúde. Sacando de forma agressiva, o time paulista seguiu jogando com o bloqueio encaixado e contou com Camila Brait brilhando no fundo de quadra, anulando o ataque do Sesc Flamengo. Nesse embalo, as atacantes de Osasco não titubearam e Luizomar de Moura foi pontual para administrar o jogo em pedidos de tempo e de desafio. Assim, as visitantes fizeram 15 a 7 no quinto set e venceram o clássico por 3 sets a 2, quebrando a sequência invicta do Sesc Flamengo de 15 vitórias.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade