PUBLICIDADE
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

O que mudou? Flamengo e Al Hilal voltam a se enfrentar em semifinal do Mundial

Elencos de brasileiros e sauditas mudaram bastante desde o último encontro, em dezembro de 2019

6 fev 2023 - 06h28
(atualizado às 07h27)
Compartilhar
Exibir comentários
Rubro-Negro venceu os sauditas por 3 a 1 em 2019 (Foto: Divulgação/Al Hilal)
Rubro-Negro venceu os sauditas por 3 a 1 em 2019 (Foto: Divulgação/Al Hilal)
Foto: Lance!

Na tarde de sábado, o Flamengo conheceu seu adversário na semifinal do Mundial de Clubes. Trata-se do Al Hilal, da Arábia Saudita, que venceu os anfitriões do Wydad Casablanca nos pênaltis após empate heróico. E apesar de se tratar de um torneio que o Rubro-Negro disputou apenas três vezes, o confronto já é conhecido.

Flamengo e Al Hilal também se enfrentaram em 2019, quando o Flamengo era comandado por Jorge Jesus. Na ocasião, o Clube da Gávea saiu atrás no placar, mas conseguiu a virada, venceu por 3 a 1 e garantiu a classificação para a grande decisão. Os gols foram marcados por Salem, Arrascaeta, Bruno Henrique e Ali Al-Bulaihi (gol contra).

Mesmo que espere um resultado positivo, a torcida do Flamengo sabe da dificuldade do jogo e o quanto o elenco rubro-negro mudou no período. Por isso, o LANCE! traz cada detalhe das mudanças, desde o estilo de jogo até as saídas e reposições.

MUDANÇAS NO ESQUEMA TÁTICO

Na época que venceu o Al Hilal, o Flamengo era comandado por Jorge Jesus e tinha um esquema de jogo bem definido, com posse de bola e movimentação do quarteto ofensivo. A defesa ficava exposta em pouquíssimas oportunidades, não só por manter a pelota no pé em boa parte dos jogos, mas, também, pela participação de Willian Arão no meio-campo rubro-negro.

O camisa 5 dava a consistência que Vítor Pereira busca em Thiago Maia, com intuito de liberar Gerson para realizar funções mais ofensivas. Por se tratar do início de trabalho, ao contrário do que aconteceu em 2019, o time de Jorge Jesus estava mais pronto, entrosado e, mesmo que tenha saído atrás, manteve o controle em boa parte da partida.

Jorge Jesus comemora a vitória do Flamengo em 2019 (Foto: GIUSEPPE CACACE / AFP)
Jorge Jesus comemora a vitória do Flamengo em 2019 (Foto: GIUSEPPE CACACE / AFP)
Foto: Lance!

PEÇAS VÃO E VEM

Ao todo, o Flamengo pode ter até sete mudanças em relação ao time que enfrentou o Al Hilal há mais de três anos. A defesa foi o setor mais afetado pelas saídas e tem apenas Filipe Luís como remanescente. Diego Alves, Rafinha, Pablo Marí e Rodrigo Caio foram substituídos por Santos, Varela, David Luiz e Léo Pereira, respectivamente. O camisa 3 não deixou o clube, mas teve problemas com lesões.

Do meio para frente, apenas Willian Arão procurou novos ares desde aquela semifinal. Atualmente, o volante veste a camisa do Fenerbahçe, da Turquia. Gerson também chegou a deixar o Flamengo para atuar no Olympique de Marselha, mas retornou nesta temporada. Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol seguem no Ninho do Urubu, embora o camisa 27 esteja lesionado.

Flamengo x Al Hilal (2019): Diego Alves*, Rafinha, Pablo Marí, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

Flamengo x Al Hilal (2023)**: Santos, Varela, David Luiz, Léo Pereira e Filipe Luís; Thiago Maia, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Gabi e Pedro.

*Deixaram o clube

**Projeção do time titular

Bruno Henrique marcou o gol da virada rubro-negra em Doha (Foto: GIUSEPPE CACACE / AFP)
Bruno Henrique marcou o gol da virada rubro-negra em Doha (Foto: GIUSEPPE CACACE / AFP)
Foto: Lance!

CALENDÁRIO DIFERENTE

A equipe rubro-negra também terá uma grande mudança com relação ao último Mundial de Clubes. Em 2019, o torneio intercontinental foi disputado em dezembro, depois do encerramento de todas as competições importantes do calendário sul-americano. Por isso, o Flamengo teve alguns problemas com fadiga e desgaste muscular, especialmente na decisão, diante do Liverpool.

Agora, o Clube da Gávea chega ao Mundial renovado fisicamente após período de recesso, mas tem novo problema: o pouco tempo de trabalho para Vítor Pereira. O Rubro-Negro optou por trocar de treinador, mesmo que Dorival Júnior tenha conquistado a Copa do Brasil e a Libertadores e, assim, paga o preço.

Flamengo e Al Hilal se enfrentam às 16h (de Brasília) desta terça-feira (07), no Grand Stade de Tanger. A outra semifinal será no dia seguinte, disputada entre Real Madrid, da Espanha, e Al Ahly, do Egito.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade