0

Flamengo sobra nos dois primeiros meses do ano

3 mar 2020
14h18
atualizado às 14h24
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Basta uma espiadinha nos Estaduais e demais competições deste início de ano para se constatar que o Flamengo se mantém num patamar acima de todos os seus rivais do Brasil. Mesmo quando atua com time reserva, como foi no sábado (29), sabe se impor sobre seus adversários (venceu a Cabofriense por 4 a 1, pela Taça Rio). Não foi à toa que conquistou a Taça Guanabara, a Recopa Sul-Americana e a Supercopa somente em fevereiro.

Técnico Jorge Jesus comemora título de campeão pelo Flamengo após vitória sobre o Independiente Del Valle na final da Recopa 2020, no Maracanã
Técnico Jorge Jesus comemora título de campeão pelo Flamengo após vitória sobre o Independiente Del Valle na final da Recopa 2020, no Maracanã
Foto: NAYRA HALM/FOTOARENA / Estadão Conteúdo

No Rio, Vasco e Botafogo nem sequer alcançaram a semifinal da Taça Guanabara e o Fluminense, eliminado precocemente na Copa Sul-Americana, ainda não foi capaz de angariar confiança e simpatia de sua torcida.

Em São Paulo, os quatro grandes têm apresentado futebol irregular, em que pese uma pequena melhora do Tricolor do Morumbi nas últimas semanas. O Corinthians, que sofreu o baque de sair da Libertadores na fase preliminar, ocupa hoje a última colocação de seu grupo no Paulista, enquanto o Santos já avalia se foi benéfica a contratação do técnico português Jesualdo Ferreira.

Pelo lado do Palmeiras, o técnico Vanderlei Luxemburgo busca dar um padrão de jogo ao time, que tem alternado boas e más atuações.

Em Minas, Cruzeiro e Atlético estão longe de representar uma ameaça à supremacia flamenguista em 2020. O primeiro nem vai ter a chance de sinalizar algo nesse sentido, uma vez que disputará a Série B do Brasileiro e não se classificou para torneios internacionais.

Já o Atlético-MG acaba de contratar o técnico Jorge Sampaoli, à espera de uma missão quase impossível – acertar o rumo da equipe visando ao Brasileiro. O problema é que o clube não tem recursos financeiros para trazer reforços de peso. Com o elenco atual, o Galo não deve se destacar na temporada.

O Grêmio seria, a princípio, um importante obstáculo ao sucesso do Flamengo em 2020. Mas o time de Renato Gaúcho caiu muito de produção e teve um revés na final do primeiro turno do Gaúcho - ficou com o vice e viu o Caxias ser campeão -, num indício de que não tem a mesma força de 2019. Seu arquirrival Inter até que foi bem na fase preliminar da Libertadores. Entretanto, é outro sem condições técnicas, hoje, de fazer frente ao Flamengo.

Restaria uma aposta no Athletico-PR, campeão da Copa do Brasil de 2019. No entanto, essa impressão foi praticamente desfeita na decisão da Supercopa, quando o Flamengo venceu os paranaenses por 3 a 0 com um show de bola em Brasília.

Veja também:

A "classificação do ano" entre clubes da Série A

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade