PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Cuidado! VAR anda à solta e pode decidir título brasileiro

A arbitragem de vídeo não funcionou em São Januário e deixou dúvidas no Maracanã

14 fev 2021 19h03
ver comentários
Publicidade

É inadmissível que o VAR não funcione na hora da checagem. Mas isso aconteceu no jogo entre Vasco e Internacional. O primeiro gol do Inter foi validado apenas pela arbitragem de campo. Rodrigo Dourado mandou pra rede à moda antiga, sem ter o VAR para validar ou anular o gol.

Com cara de compensação por ter falhado na hora H, o VAR ajudou a marcar um dos pênaltis mais inexistentes da história do futebol. Cano caiu na área e o juizão, “ajudado” pelo árbitro de vídeo, apontou a marca da cal. O próprio Cano acabou batendo pra fora e o Vasco segue a passos firmes para a série B.

Se não funcionou em São Januário, no Maracanã o VAR estava calibradíssimo. Depois de quase quatro minutos, confirmou o gol de Gabigol, que garantiu a vitória do Flamengo sobre o Corinthians por 2 x 1. 

É um daqueles lances difíceis de serem resolvidos pela máquina. Até porque quem opera pode deixar o jogador impedido ou não na hora da saída da bola por um frame, que é uma unidade de tempo menor do que um segundo.

Na dúvida, deu Flamengo que vai decidir com o Internacional quem vai ficar com o título nas duas próximas rodadas. Tomara que o VAR não queira ser o herói nessa hora decisiva. Já apareceu e desapareceu demais nas últimas rodadas.

 

 

Gabigol fez o gol da vitória do Flamengo sobre o Corinthians por 2 x 1
Gabigol fez o gol da vitória do Flamengo sobre o Corinthians por 2 x 1
Foto: Alexandre Vidal / Site do Flamengo

 

Paradinha Esportiva Paradinha Esportiva
Publicidade
Publicidade