PUBLICIDADE
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

Arena 360 entra com recurso por licitação do Maracanã após eliminação

Processo de licitação tem previsão de conclusão para o fim de maio. Arena 360 foi eliminada na segunda etapa da disputa, mas tenta reversão

19 abr 2024 - 19h25
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/X Maracanã - Legenda: Vencedor da licitação ficará com o Maracanã por 20 anos / Jogada10

A disputa pela concessão do Maracanã pelos próximos 20 anos segue dando o que falar. Nesta sexta-feira, o "Consórcio RNGD", da Arena 360, entrou com recurso após eliminação da licitação. O "Consórcio Fla-Flu", de Flamengo e Fluminense, e o "Consórcio Maracanã para Todos", de Vasco e WTorre, seguem na disputa.

Na segunda fase da licitação, a Arena 360 somou apenas 54 pontos e ficou abaixo do limite de 70 pontos. Dessa forma, o consórcio acabou eliminado da candidatura pelo Governo do Rio de Janeiro. Flamengo e Fluminense lideram, com 117 pontos contra 81 de Vasco e WTorre.

Em uma das etapas do processo licitatório, as partes deveriam apresentar um número mínimo de datas de jogos. A dupla Fla-Flu, por exemplo, garantiu 77 jogos por ano. Já o Vasco, apresentou 74 datas disponíveis, mas com com 34 partidas para si, além de 35 jogos para Santos e cinco para o Brusque. Esta decisão pesou para a pontuação cruz-maltino ser abaixo. A Arena 360, porém, não apresentou jogos alegando que todos os clubes seriam bem-vindos

Veja a nota da Arena 360

"O Consórcio RNGD, da Arena 360, entrou com recurso para seguir na disputa pelo Maracanã. O grupo alega que falta clareza ao edital elaborado pelo Governo do Estado e questiona de forma veemente a perda de pontos por conta das datas oferecidas.

Segundo a diretoria da Arena 360, as datas pertencem às Confederações, como a CBF, e não aos clubes, e ressalta que o instrumento convocatório não especifica como cada um dos concorrentes deve comprovar o número de jogos propostos. A Arena destacou em sua proposta o compromisso da realização de, no mínimo, 70 jogos.

A concorrente ressalta que o próprio edital cita a vocação do Estádio do Maracanã como o Templo Mundial do Futebol, e que a concessionária deve realizar esforços para realizar o maior número possível de jogos de futebol por ano. Além disso, afirma que, durante toda a análise das propostas, a Comissão de Licitação conduziu o trabalho sem manter contato com o consórcio, deixando de fazer diligências para esclarecimentos."

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade