PUBLICIDADE

Federação Internacional desobriga uso de biquíni no handebol

Atletas norueguesas foram multadas em R$ 9,2 mil por recusarem uso do uniforme obrigatório

1 nov 2021 09h56
| atualizado às 16h34
ver comentários
Publicidade

Depois da polêmica multa sobre norueguesas que se recusaram a usar biquínis, a Federação Internacional alterou as regras de uniformes do handebol de praia. Agora, as jogadoras não são mais obrigadas a usarem a vestimenta e poderão optar pelo uso de shorts. 

Em julho, a seleção feminina norueguesa foi multada em cerca de R$ 9,2 mil por recusarem uso de biquínis. Pouco tempo depois, em setembro, países nórdicos se uniram e enviaram à Federação Internacional um pedido de revisão das regras do esporte. Com a alteração, a nova regra já esta em vigor no regulamento.

Seleção da Noruega foi multada por não usarem biquínis (Foto: Reprodução/Twitter)
Seleção da Noruega foi multada por não usarem biquínis (Foto: Reprodução/Twitter)
Foto: Lance!

"A alegação está obsoleta e pode-se pensar que pertence a outro século. Tenho dificuldade em ver que razões esportivas deveriam estar por trás das atletas femininas que jogam de biquíni. Enfatizamos a necessidade de ação não apenas para acomodar as atuais atletas do sexo feminino, mas também para apoiar e encorajar todas as atletas, independentemente de seu gênero ou experiência, a permanecer no esporte", afirmou a ministra dos esportes da Dinamarca, Ane Halsboe-Joergensen.

Na época da polêmica envolvendo as norueguesas, a cantora Pink chegou a publicar nas redes sociais que ato envolvia sexismo e se ofereceu para bancar a multa imposta. Para efeito de comparação, não havia exigências para homens, que podiam optar pelo uso camisetas e shorts, enquanto as mulheres precisavam usar a parte de cima e a parte de baixo do biquíni, apesar de, segundo a ministra, 'preferirem jogar de bermuda'.

Lance!
Publicidade
Publicidade