0

Justiça concede liminar, e demolição do Julio Delamare é impedida

17 abr 2013
11h40
atualizado às 11h57
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma liminar da Justiça ao Ministério Público impediu que a demolição de mais uma parte do Parque Aquático Júlio Delamare fosse realizada na manhã desta quarta-feira. O MP fez o pedido na madrugada desta quarta e recebeu uma resposta quase que imediata da Justiça, que tratou de colocar um oficial no local para impedir qualquer avanço na tentativa de pôr abaixo o Centro de Treinamento de Saltos Ornamentais Carlos Arthur Nuzman.

Parque Aquático Julio Delamare será demolido nas obras da Copa de 2014
Parque Aquático Julio Delamare será demolido nas obras da Copa de 2014
Foto: Getty Images

O motivo para o MP ter entrado com o pedido foi a informação de que algumas instalações do parque haviam começado a ser destruídas nesta terça, antes do prazo dado pelo Governo do Estado. Foram demolidas as bilheterias onde funcionavam as federações estaduais de handebol e caratê.

Construído na decada de 1970 e um dos melhores centros de natação do país, o Parque Aquático Julio Delamare foi fechado no último dia 1º de abril para que o Maracanã possa atender as exigências da Fifa e receber os jogos da Copa das Confederações. Além de já ter recebido grandes competições, o local servia de treinamento para os atletas brasileiros.

A licitação do Complexo Maracanã, no entanto, prevê a construção de um novo Parque Aquático e de uma nova pista de atletismo, já que o Célio de Barros, que recebia os eventos de atletismo, também está interditado para a Copa de 2014. Sem data para as novas instalações estarem prontas, os atletas terão que buscar novos locais para treinar. A pista do anexa ao Engenhão, no caso do atletismo, e clubes da Zona Norte do Rio, no caso da natação, são opções.

<a href=" http://www.terra.com.br/esportes/infograficos/projetos-e-obras-copa-2014/iframe.htm">veja o infogr&aacute;fico</a>

Fonte: Lancepress! Lancepress!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade