2 eventos ao vivo

Italianos repetem 2016 e vencem Rei e Rainha do Mar; Ana Marcela é quarta

23 dez 2018
11h36
  • separator
  • 0
  • comentários

Em um dia de mar calmo e muito calor, as águas da praia de Copacabana, na capital fluminense, foram favoráveis para os italianos Dário e Rachelle. Isso porque a dupla levou a melhor na última etapa do Rei e Rainha do mar, neste domingo, deixando para trás Ana Marcela Cunha, eleita melhor atleta da maratona aquática do ano.

Terminando com ampla vantagem, os italianos repetiram o feito de 2016, quando lideraram a prova. Naquele ano, nos Jogos Olímpicos, Rachelle também faturou medalha de prata. Dessa vez, eles pressionaram nas últimas voltas para deixar os brasileiros na desvantagem.

A parceria foi seguida pelos holandeses Esmee e Pepijn, que também não pouparam boas braçadas para fazer o bom desempenho. Quem também conseguiu anotar um bom tempo, para terminar no terceiro posto, foram os representantes do verde e amarelo Viviane e Guilherme "Cachorrão".

Fazendo as primeiras voltas com mais tranquilidade, Ana Marcela, eleita pela quinta vez a melhor do mundo, acabou o dia no quarto posto. Ao lado de Vitor Colonese, a brasileira não conseguiu recuperar nas voltas finais, apesar de imprimir mais ritmo.

Betina e Leo, quinto colocados, foram seguidos por Megan e Zane. Apesar da experiência, os norte-americanos erraram na estratégia e terminaram o dia no último posto.

A disputa

Em um esquema de revezamento, cada integrante da dupla nadou 350 metros, além fazer uma pena corrida na areia, por quatro vezes. A única equipe a largar com homem foi a norte-americana, mas o esquema não foi tão eficiente e Zane não abriu ampla vantagem.

Na segunda volta, Leo de Deus, parceiro de Betina, dominou a corrida nas águas salgadas. Guilherme, especialista em piscina, não ficou muito atrás e pressionou o conterrâneo. Na terceira volta, a vencedora da última edição da Travessia do Leme ao Pontal conseguiu administrar a vantagem.

Nadando com tranquilidade, Ana Marcela se poupou durante o percurso e aproveitou o vácuo das adversárias. Na chance seguinte, a nadadora começou a imprimir um ritmo mais forte para ficar mais agressiva na prova, tirando a vantagem que Cachorrão conquistou no masculino.

Nos metros finais da quinta volta, Rachelle conseguiu ultrapassar Ana Marcela. Acelerando nas últimas etapas, Guilherme disputou a liderança com Dario, da Itália, deixando Léo de Deus atrás.

Na sétima volta, Ana Marcela foi a terceira a entrar na água, com Rachelle à frente. Ela até se recuperou, mas não entregou a liderança para seu parceiro. Na última volta, Dário, competindo pela terceira vez a prova, conseguiu segurar a liderança, batendo muita perna e fazendo bom ritmo de braçada.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade