PUBLICIDADE

Com bronze de Wendell Belarmino, Brasil encerra participação na natação em Tóquio

3 set 2021 08h29
ver comentários
Publicidade

Nesta sexta-feira, ocorreu o último dia de disputa por medalhas na natação das Paralimpíadas de Tóquio. Além do time brasileiro, cinco paratletas competiram e Wendell Belarmino conquistou o bronze.

Nos 100m borboleta (S11), Wendell Belarmino se recuperou durante a prova e, no final, faturou a medalha de bronze, com tempo de 1m05s20. Os japoneses Keiichi Kimura (1m02s57) e Uchu Tomita (1m03s59) ganharam ouro e prata, respectivamente.

Cecília Araújo (1m26s26) foi a 6ª colocada nos 100m borboleta (S8). Jessica Long, dos Estados Unidos, ganhou a prova, com tempo de 1m09s87. A russa Viktoriia Ishchiulova (1m10s80) ficou com a prata e Laura Gonzalez (1m20s93), da Colômbia, faturou o bronze.

Nos 200m medley (SM5), Esthefany Rodrigues (3m47s92) ficou na 7ª posição. As chinesas Dong Lu (3m20s53) e Jiao Cheng (3m20s80) foram ouro e prata, respectivamente. A italiana Monica Boggioni (3m39s50) terminou na terceira posição.

Ronystony da Silva terminou a final dos 50m costas (S4) em oitavo, com tempo de 46s95. O russo Roan Zhdanov (40s99) conquistou a medalha de ouro e quebrou o recorde mundial. O tcheco Arnost Petracek (41s26) ficou em segundo, e Angel Camacho (43s25), do México, veio na sequência.

Nos 100m borboleta (S8), Gabriel de Souza ficou na 8ª posição, com tempo de 1m05s38. O americano Robert Griswold (1m02s03) faturou o ouro, enquanto Feng Yang (1m03s20), da China, e Denys Dubrov (1m03s23), da Ucrânia, completaram o pódio.

Por fim, o Brasil encerrou a participação no revezamento 4x100m medley (34 pontos). A equipe terminou na 7ª posição, com 4m22s72. O Comitê Olímpico Russo (4m06s59) quebrou o recorde mundial e conquistou o ouro. Austrália (4m07s70) e Itália (4m11s20) completaram o pódio.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade