4 eventos ao vivo
Logo do Seleção Espanhola
Foto: terra

Seleção Espanhola

Técnico da Espanha defende De Gea e pede "tempo e oxigênio"

Goleiro falou no jogo contra Portugal e foi criticado por torcedores

18 jun 2018
11h26
atualizado às 14h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Mesmo pressionado, o goleiro espanhol David de Gea tem o apoio do técnico Fernando Hierro, que disse que o manterá no próximo jogo de sua seleção, contra o Irã, na quarta-feira, apesar de sua falha no empate de 3 x 3 com Portugal.

O goleiro do Manchester United deixou um chute fraco de Cristiano Ronaldo passar entre seus braços ao sofrer o segundo gol de Portugal, na sexta-feira (15), e foi criticado na Espanha por sua barreira mal posicionada quando Cristiano fez o gol de empate em 3 x 3 perto do fim da partida.

Goleiro espanhol De Gea leva gol em jogo contra Portugal
Goleiro espanhol De Gea leva gol em jogo contra Portugal
Foto: Lucy Nicholson / Reuters

"Temos confiança total nele, sei muito claramente por experiência que jogadores de futebol precisam sentir confiança, não só nos bons tempos", disse o treinador espanhol a repórteres nesta segunda-feira (18) na concentração do time em Krasnodar.

De Gea salvou a pele do United várias vezes e foi eleito jogador do ano do clube na última temporada, mas cometeu erros que custaram caro em três de seus últimos quatro jogos com a Espanha, tendo cometido falhas graves também diante da Suíça e da Argentina.

"Ele passou por momentos difíceis, mas você supera tudo com o tempo. Os goleiros têm uma psicologia especial, e às vezes ação e reação não bastam. De Gea precisa de tempo e oxigênio", acrescentou Hierro.

"Todos os jogadores precisam de confiança e eu lhes darei isso. De Gea encarou tudo naturalmente, temos que nos acostumar com o debate porque é parte do trabalho. Ninguém lhe deu nada de graça, e temos que ser justos com ele".

Veja também

 

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade