PUBLICIDADE

Em jogo espetacular de longos rallys, Brasil perde para o Japão no tie-break e é eliminado da VNL

Japonesas disputam com a Itália, neste domingo (23), o título da Liga das Nações

22 jun 2024 - 13h27
Compartilhar
Exibir comentários

Em um jogo emocionante, com longos rallys em todos os sets, o Japão derrotou o Brasil, neste sábado (22), em Bangkok, na Tailândia, e se classificou para a final da Liga das Nações de Vôlei Feminino, a VNL. Com uma defesa impecável, as japonesas venceram por 3 sets a 2 (parciais de 26-24, 20-25, 25-1, 22-25 e 15-12), encerrando a invencibilidade de 13 jogos da Seleção Brasileira. Japão e Itália realizam a grande final neste domingo (23), às 10h30 (de Brasília).

Foto: Lance!

O início do primeiro set foi assustador para o lado brasileiro. Com um Japão muito forte na defesa, como de costume, e as jogadoras brasileiras tensas, a seleção asiática abriu 15 a 8 no placar. José Roberto Guimarães, então, fez mudanças na equipe e conseguiu "sacudir" o Brasil, que anotou seis pontos consecutivos. Depois de abrir 24 a 21, no entanto, a Seleção Brasileira desperdiçou as chances de fechar a parcial e tomou a virada para 26 a 24. A reação brasileira passou muito por Julia Bergmann, que, vindo do banco, foi responsável por sete pontos.

O roteiro do segundo set foi parecido, mas com final feliz para o Brasil dessa vez. A defesa das asiáticas continuou complicando a vida das brasileiras, e o Japão chegou a abrir 10 a 5. Mas a Seleção Brasileira reagiu novamente, com a levantadora Macris distribuindo o jogo com maestria, e fechou a virada por 25 a 20. Destaque para Julia Bergmann mais uma vez, com os mesmos sete pontos da primeira parcial.

O terceiro set foi equilibrado até a segunda metade, quando as japonesas começaram a abrir vantagem. As brasileiras chegaram a ensaiar uma reação na reta final e encostaram no placar em 22 a 21, mas não foi suficiente. A seleção japonesa anotou três pontos em sequência e fechou em 25 a 21 para ficar a um set da vitória.

O Brasil abriu 6 a 0 no quarto set, mas não teve vida fácil. As japonesas reagiram de novo e conseguiram o empate. Julia Bergmann saiu com lesão na panturrilha, Ana Cristina voltou ao time titular e teve papel importante para assegurar o tie-break. Com grande atuação coletiva, liderada por Gabi, a Seleção conseguiu a vitória por 25 a 22.

O começo de tie-break do Japão parecia um balde de água fria, com as japonesas abrindo 7 a 1. No entanto, as brasileiras mostraram resiliência mais uma vez para voltar à partida. Em final de jogo espetacular, as japonesas conseguiram a vitória por 15 a 12 para alcançar a decisão. Principal atleta do Japão no duelo, Wada terminou a partida com 21 pontos.

O Brasil disputa o terceiro lugar com a Polônia neste domingo (23), às 7h (de Brasília).

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade