PUBLICIDADE

De Bruyne, da Bélgica, se defende de atuação ruim na estreia: 'Não podemos jogar como Manchester City'

Meio-campista deu entrevista coletiva nesta sexta-feira em Doha, no Qatar

25 nov 2022 - 13h41
(atualizado às 14h31)
Compartilhar
Exibir comentários
Meio-campista deu entrevista coletiva nesta sexta (Foto: JACK GUEZ / AFP)
Meio-campista deu entrevista coletiva nesta sexta (Foto: JACK GUEZ / AFP)
Foto: Lance!

A Bélgica não teve uma grande atuação frente ao Canadá, apesar da vitória por 1 a 0 na partida da primeira rodada do Grupo F da Copa do Mundo do Qatar. Kevin De Bruyne, principal referência técnica da equipe, teve um jogo apagado e falou sobre seu desempenho, principalmente por ter sido cobrado por não jogar no mesmo nível que no seu clube.

- Não podemos jogar da mesma forma que o Manchester City. Como equipe, precisamos nos adaptar com aqueles jogadores que nós temos. Claro que isso me frustra às vezes. Talves eu precise demonstrar menos as minhas frustrações, mas eu só quero buscar a perfeição. Isso é bom e ruim às vezes - lamentou.

No jogo contra o Canadá, De Bruyne teve um pequeno atrito com seu companheiro de equipe, o zagueiro Toby Alderweireld. O momento aconteceu justamente durante o gol da vitória, marcado por Batshuayi, onde o meia e o defensor discutiram de forma ríspida. O fato foi amenizado pelo treinador Roberto Martínez e por De Bruyne.

- Ao intervalo, a discussão com Toby já havia terminado. Minhas reações nem sempre são boas, isso é um ponto a melhorar. Os outros jogadores também sabem que reajo assim porque quero que joguemos melhor como um time. Não faço isso por mim. Concordo que não jogamos no topo há algum tempo, mas vejo que há potencial. Treinamos para isso, mas é claro que há pouco tempo durante uma Copa do Mundo. Tem que ser melhor - disse.

Kevin De Bruyne em entrevista coletiva (Foto: JACK GUEZ / AFP)
Kevin De Bruyne em entrevista coletiva (Foto: JACK GUEZ / AFP)
Foto: Lance!

Um dos grandes pontos de crítica da atuação ruim de De Bruyne no primeiro jogo foi justamente a quantidade de erros de passe e decisões ruins. Muito por conta da falta de entrosamento com Batshuayi, o meia não conseguiu não sentir falta do desfalque de Lukaku.

- Às vezes é mais fácil entender o que Romelu vai fazer. Michy (Batsuyayi) improvisa mais. Às vezes dá certo e às vezes não, mas Batshuayi sempre faz o que tem que fazer no final - destacou.

A Bélgica volta a entrar em campo pela Copa do Mundo no próximo domingo. Pela segunda rodada do Grupo F, a seleção belga enfrenta o Marrocos, às 10h (de Brasília), no Al Thumama Stadium.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade