Logo do

Cruzeiro

Meu time

Torcedores do Cruzeiro queimam boneco com foto de Sérgio Santos Rodrigues

Presidente do clube mineiro tem sido criticado por atitudes como realizar um jogo com convidados no CT em meio à pandemia

3 abr 2021
18h23 atualizado às 18h23
0comentários
18h23 atualizado às 18h23
Publicidade

O Cruzeiro vive uma crise sem precedentes. Sem conseguir subir para a elite do Campeonato Brasileiro em 2020, o time celeste continuará na Série B na atual temporada. Em meio a turbulências políticas e financeiras, torcedores protestaram neste sábado na frente da sede da equipe, em Belo Horizonte, contra o presidente Sérgio Santos Rodrigues, queimando um boneco com sua foto.

O ato ocorre pois, neste dia, é celebrado o Sábado de Aleluia, que faz parte das tradições do feriado de Páscoa. A queima do boneco faz referência à malhação da imagem de Judas. Com isso, vídeos foram publicados nas redes sociais em que torcedores usam a data para se manifestar contra o mandatário, considerando-o como "traidor" e queimando um boneco.

Torcedores do Cruzeiro queimam boneco representando o presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues
Torcedores do Cruzeiro queimam boneco representando o presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues
Foto: Reprodução / Twitter / Estadão

Parte da torcida critica veementemente as atitudes do dirigente. Em recente episódio, Rodrigues convocou um jogo de futebol na Toca da Raposa, justo em um momento em que o mundo atravessa uma pandemia de covid-19. Ele publicou o evento em suas redes sociais e garantiu que todos os envolvidos estavam seguros em relação à doença. Tal atitude causou revolta e críticas dos torcedores.

Outras questões também desgastam a imagem de Sérgio Santos Rodrigues junto à torcida, como quando foi flagrado enquanto turista na cidade de Capitólio, no interior de Minas Gerais, enquanto o time tinha problemas dentro de campo, e na questão da negociação de Cacá, jogador vendido ao futebol japonês que revelou ter sofrido calote da equipe mineira.

Enquanto lida com conflitos fora de campo, o time tenta respirar novos ares dentro das quatro linhas. O Cruzeiro viaja ao sul do Estado neste sábado para o confronto com o Boa, em Varginha (MG), neste domingo. Uma das novidades é o atacante Marcelo Moreno, que estava servindo a seleção da Bolívia em amistosos contra Chile e Equador. A equipe não faz um bom Campeonato Mineiro e ocupa apenas a sexta posição, com oito pontos em seis rodadas.

Estadão
Publicidade
Publicidade