0

Robinho vence o Cruzeiro na Justiça do Trabalho e fica livre no mercado

3 ago 2020
20h16
atualizado às 20h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O meia Robinho conseguiu uma vitória na Justiça do Trabalho contra o Cruzeiro nesta segunda-feira e agora está livre para assinar com outros clubes. A decisão foi tomada pela juíza Flavia Fonseca Parreira Storti, da Terceira Vara do Trabalho de Belo Horizonte.

A sentença do caso saiu após duas reuniões terminarem sem acordo entre ambas as partes. O ex-palmeirense de 32 anos pedia a rescisão imediata de seu contrato com a Raposa, que iria até dezembro de 2021.

(Foto: Divulgação/Vinnicius Silva)
(Foto: Divulgação/Vinnicius Silva)
Foto: Gazeta Esportiva

Robinho chegou ao Cruzeiro em 2016, por empréstimo, junto ao Palmeiras, em uma troca que envolveu a ida de Willian ao Verdão. No ano seguinte, o vínculo do meia com a Raposa foi ampliado até o fim 2019. Ao final deste período, houve mais uma renovação, desta vez até dezembro de 2021.

Já no dia 5 de junho deste ano, o clube celeste comunicou que tanto ele quanto o lateral-direito Edílson foram avisados do processo de rescisão contratual, exclusivamente por motivos financeiros, segundo a diretoria. Contudo, até então, a rescisão nunca havia de fato ocorrido, e por isso o atleta foi à Justiça.

Ao todo, meio-campista realizou 180 partidas com a camisa do time mineiro, com 25 gols marcados e 32 assistências.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade