PUBLICIDADE

Cristiano Ronaldo agradece apoio da torcida do Liverpool após perder filho: 'Nunca esquecerei'

Um dos gêmeos do astro português e da namorada, Georgina Rodríguez, morreu no parto; o outro bebê passa bem

21 abr 2022 09h50
| atualizado às 10h53
ver comentários
Publicidade
Cristiano Ronaldo tem outros quatro filhos, sendo um deles com Georgina Rodríguez (Foto: Reprodução / Instagram)
Cristiano Ronaldo tem outros quatro filhos, sendo um deles com Georgina Rodríguez (Foto: Reprodução / Instagram)
Foto: Lance!

Cristiano Ronaldo usou as redes sociais nesta quinta-feira para agradecer ao comovente ato de apoio realizado por torcedores do Liverpool na última terça, no Anfield. O time da casa goleou o Manchester United por 4 a 0, mas o que ficou marcado foi o momento em que a torcida mostrou que estava junto com o craque, atualmente vivendo o drama de ter perdido, no nascimento, o menino de seu casal de gêmeos.

Os torcedores do time rival esperaram o sétimo minuto de jogo, em referência ao número usado por Ronaldo, para puxar palmas e cantar o clássico "You'll never Walk alone" em homenagem ao atacante, que não esteve em campo. No Instagram, ele compartilhou um vídeo do ato e agradeceu. "Um mundo… um esporte… uma família global. Obrigado, Anfield. Eu e minha família jamais esqueceremos esse momento de respeito e compaixão", escreveu.

Os aplausos foram acompanhados na parte do gramado, por aqueles que não estavam jogando, como o técnico Jürgen Klopp. Nas arquibancadas, foi possível ver até um torcedor do Liverpool estendendo uma camisa do United estampada com o nome e o número do craque português.

Cristiano Ronaldo comunicou publicamente a morte do bebê recém-nascido na segunda-feira, um dia antes da partida. Em nota oficial, explicou que a menina do casal de gêmeos esperado por sua namorada, Georgina Rodríguez, nasceu viva. Mais tarde, foi informado que a bebê está saudável.

De luto, o jogador não foi relacionado para a partida de terça. Um dia depois, na quarta-feira, voltou aos treinamentos. Imagens mostram ele entrando nas instalações do clube, em Carrington, com um semblante abatido, no banco de trás do carro. Apesar disso, ainda não há uma previsão para que ele volte a participar de um jogo.

Estadão
Publicidade
Publicidade