6 eventos ao vivo

Coritiba acaba com invencibilidade do Atlético-PR em decisão

1 abr 2018
17h57
atualizado às 18h11
  • separator
  • 0
  • comentários

O Coritiba saiu na frente no duelo diante do rival Atlético Paranaense na briga pelo título do Campeonato Paranaense e venceu o primeiro jogo da decisão por 1 a 0, no Couto Pereira, encerrando com a invencibilidade do rival, único time da Série A que não havia perdido ainda em 2018.

Julio Rusch do Coritiba comemora seu gol durante primeira partida das finais do Campeonato Paranaense 2018 no Estadio Couto Pereira
Julio Rusch do Coritiba comemora seu gol durante primeira partida das finais do Campeonato Paranaense 2018 no Estadio Couto Pereira
Foto: GERALDO BUBNIAK/Gazeta Press

O time alviverde abriu a contagem aos 28 minutos do primeiro tempo, com Julio Rusch, que cobrou falta da entrada da área e estufou a rede rubro-negra.

As equipes voltam a se encontrar no próximo domingo, na Arena da Baixada. O Coxa terá a vantagem do empate para comemorar o título Estadual.

O jogo

A partida começou com muita marcação e o alviverde tentando ficar com a posse de bola. Aos sete minutos, Julio Rusch levantou na área, Matheus Galdezani desviou no meio do caminho, mas fraco, sem perigo. A resposta veio aos 11 minutos, com Pierre, que soltou o pé, de fora da área, e obrigou Wilson a espalmar para salvar e afastar a bola da área coxa-branca.

Poucas emoções no Alto da Glória, com as ações concentrada no meio-campo e alguma ligações diretas, sem sucesso. Aos 20 minutos, Ederson apareceu com liberdade, invadiu a área e arrematou para boa defesa de Wilson. O troco veio com Evandro, que pegou e primeira o cruzamento de Pablo para linda intervenção de Caio. Mas, aos 28 minutos, Julio Rusch cobrou falta da meia lua e estufou a rede para abrir o placar no Couto.

O Furacão estava um pouco mais nervoso em campo do que o usual, parando as jogadas com entradas mais fortes. Aos 37 minutos, João Pedro cobrou falta e Wilson saiu bem da meta para impedir a chegada de Léo Pereira no segundo pau. Poucas oportunidades de gol no primeiro tempo, mas o Coritiba conseguiu aproveitar a bola parada.

Depois do intervalo, os times voltaram ao gramado sem alterações. Aos quatro minutos, recebeu de Thiago Lopes de frente para a meta, arriscou o chute, e desperdiçou uma boa chance para ampliar. O alviverde marcava forte, segurava a posse de bola e apostava nos contra-ataques. Aos nove minutos, Thiago Lopes recebeu de Evandro e chutou rasteiro para defesa de Caio.

O ritmo da partida caiu bastante e os dois treinadores mexeram nas equipes, ainda tentando algo mais na reta final da partida. Aos 24 minutos, Yago lançou Ederson em velocidade, mas o atacante rubro-negro não alcançou a bola. Aos 29 minutos, bola na área e Ederson desviou direto pela linha de fundo.

O Atlético não mostrava força ofensiva, enquanto o Coritiba parecia satisfeito. A bola passava mais tempo parada do que em jogo. Aos 42 minutos, confusão na entrada da área coxa-branca, e ninguém apareceu para aproveitar a bola que ficou solta. Nos acréscimos, Alex Sandro apareceu com liberdade e Wilson saiu em seus pés para salvar. Já aos 51 minutos, cobrança de falta para Renan Lodi que Wilson defendeu e garantiu a vitória.

CORITIBA 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Data: 1º de abril de 2019, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Rafael Traci

Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Weber Felipe Silva

Cartões amarelos: Galdezani, João Paulo (Coritiba); Zé Ivaldo, Pierre, Bruno Guimarães, Léo Pereira (Atlético-PR)

Gols

CORITIBA: Júlio Rusch, aos 28 minutos do primeiro tempo

CORITIBA: Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven, Romércio e Leo Andrade; João Paulo, Júlio Rusch (Wellington Simião), Matheus Galdezani (Vitor Carvalho) e Thiago Lopes; Pablo e Evandro (Guilherme Parede).

Técnico: Sandro Forner

ATLÉTICO PARANAENSE : Caio; Diego Ferreira, Zé Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Pierre, Bruno Guimarães e Matheus Anjos (Demethryus); João Pedro (Alex Sandro), Marcinho (Yago) e Ederson.

Técnico: Tiago Nunes

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade