PUBLICIDADE
Logo do Corinthians

Corinthians

Favoritar Time

Vitor Pereira chama Fábio Santos de covarde e rebate António Oliveira: 'Nunca aceitaram minha saída'

Treinador português critica ex-lateral por ser chamado de 'gestor horrível' no período em que trabalharam juntos no Corinthians e alfineta compatriota por citar polêmica da 'sogra'

28 fev 2024 - 10h03
(atualizado às 10h03)
Compartilhar
Exibir comentários

O técnico Vitor Pereira rebateu as declarações de Fábio Santos sobre o período em que trabalharam juntos no Corinthians. O lateral-esquerdo recém-aposentado afirmou, em entrevista ao programa "MunDu Meneses", da ESPN, que o português fez um bom trabalho no clube, mas era um "gestor horrível" de elenco. O treinador, atualmente no Al-Shabab, da Arábia Saudita, não gostou nada da fala e chamou o antigo comandado de "covarde".

"Andou oito meses sorrindo para mim e para minha comissão técnica, de aparente boa relação com todos. E vem agora, após esse tempo todo, dar essa entrevista covarde. Pois, lamento dizer isso, mas só de um covarde pode se esperar esse tipo de entrevista. Parece que já é algo normal para esse senhor vir criticar treinadores. Não sei qual o seu objetivo de vir falar agora, mas certamente não será colocando em causa o meu nome e profissionalismo que vai conseguir dar o próximo passo na sua carreira", disse, em declaração ao jornal Record, de Portugal.

Sobrou até mesmo para António Oliveira, novo treinador do Corinthians. O português alfinetou o compatriota por fazer referência à polêmica da "sogra" após a vitória por 2 a 0 sobre a Portuguesa, no dia 11 de fevereiro. No fim de 2022, Vitor Pereira deixou o time alvinegro afirmando que gostaria de voltar a Portugal por causa de questões familiares, que envolveriam problemas de saúde da mãe de sua mulher. Antes da virada do ano, ele foi anunciado como novo técnico do Flamengo, causando a ira da torcida corintiana.

"Está na hora de deixarem de falar do meu nome. Pois, apesar das minhas explicações e do drama familiar que vivo há anos, eles nunca aceitaram minha saída. E esse drama mantém-se, pelo que é lamentável que ainda agora tenha voltado a ser assunto. Certamente, dentro do campo cada um terá oportunidade de mostrar seus méritos e conquistar a torcida, sem que, para isso, tenha de utilizar os problemas dos outros para ganhar popularidade", afirmou.

Vítor Pereira teve um aproveitamento de 51,6 % no Corinthians, com 26 vitórias, 21 empates e 17 derrotas em 64 jogos. Ele classificou o time para a fase grupos da Copa Libertadores e foi vice-campeão da Copa do Brasil. No Flamengo, o treinador colecionou insucessos e foi demitido após perder cinco títulos em apenas cinco meses: Campeonato Carioca, Supercopa do Brasil, Mundial de Clubes, Recopa Sul-Americana, Taça Guanabara e Carioca. Foram 18 jogos, com dez vitórias, sete derrotas e um empate — aproveitamento de 57%.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade