Torcedor do Boca que fez gesto racista é solto após fiança

O torcedor argentino preso pela Polícia Militar por racismo na noite desta terça-feira, durante o jogo do Corinthians contra o Boca Juniors, foi liberado na manhã desta quarta-feira, 27, após o pagamento de fiança no valor de R$ 3 mil. Ele estava detido na Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), no prédio do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), no centro de São Paulo. O torcedor do Boca, Leonardo Ponzo, foi preso no intervalo da partida nas arquibancadas da Neo Química Arena. Ele provocava a torcida corintiana desde antes do início do jogo com gestos imitando macaco, de acordo com vídeos feitos por brasileiros que foram entregues aos policiais presentes no estádio corintiano, em Itaquera. Após a detenção no estádio, o argentino foi levado para o 24º Distrito Policial (da Ponte Rasa), de onde foi transferido para a Drade na madrugada desta quarta-feira. Ele não viu o fim do jogo em que seu time perdeu por 2 a 0. Pego em flagrante, o homem deve responder pelo crime de injúria racial (artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal brasileiro), que prevê reclusão de um a três anos e multa.

Fonte: Redação Terra
Publicidade

Vídeos relacionados

Recomendado para você

Publicidade