0

Invicto no ano e ataque perigoso: veja como o Guaraní chega para encarar o Corinthians

12 fev 2020
08h02
atualizado às 08h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de ser derrotado por 1 a 0 na primeira partida contra o Guaraní, do Paraguai, o Corinthians terá que vencer na Arena para avançar à terceira fase da Libertadores. A tarefa do Timão fica ainda mais complicada pela fase iluminada que vive o time paraguaio.

Até o momento, o Guaraní já disputou sete partidas em 2020, sendo quatro pelo Campeonato Paraguaio e três pela Libertadores. A equipe de Assunção venceu seis jogos e empatou apenas um, justamente na estreia da competição nacional.

Corinthians terá que fazer algo que nenhuma equipe conseguiu em 2020: vencer o Guaraní

O Guaraní divide a primeira colocação do Paraguaio, com dez pontos somados, ao lado do Libertad. As duas equipes tem a mesma pontuação, com a mesma quantidade de gols marcados e sofridos. Na última rodada, o adversário do Corinthians venceu o Olimpia por 4 a 2, mesmo tendo poupado a maioria dos titulares.

O principal ponto positivo do Guaraní na temporada é o ataque. O clube paraguaio marcou 14 gols em sete jogos, tendo uma média de dois tentos por partida. Apesar de ser um time com bom poder de fogo, o artilheiro da equipe no ano, Nicolás Maná, tem apenas dois gols no ano.

Vale lembrar que a Libertadores conta com o critério qualificado de gol fora de casa. Dessa forma, caso o Guaraní marque um único gol na Arena, o Corinthians será obrigado a balançar as redes no mínimo três vezes.

Na primeira fase da Libertadores, o Guaraní não tomou conhecimento do San José, da Bolívia, e venceu as duas partidas. Fora de casa, o adversário do Timão bateu os bolivianos por 1 a 0, e, no segundo jogo, goleou por 4 a 0.

Quem avançar do confronto entre Corinthians e Guaraní terá pela frente o vencedor do Palestino, do Chile, e o Cerro Largo, do Uruguai. Na partida de ida, as equipes empataram em 1 a 1.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade