PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Corinthians repudia ato racista de torcedor do Boca e agradece à PM

Torcedor do Boca Juniors foi indiciado por injúria racial após a vitória do Corinthians na Libertadores

27 abr 2022 - 02h04
(atualizado às 08h25)
Ver comentários
Publicidade
Torcedor sendo detido pela PM(Foto: Alex Silva / LANCEPRESS!)
Torcedor sendo detido pela PM(Foto: Alex Silva / LANCEPRESS!)
Foto: Lance!

Horas após a vitória do Corinthians contra o Boca Juniors por 2 a 0, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, na Neo Química Arena, o clube brasileiro emitiu nota em relação ao ato racista de um torcedor do Boca.

No comunicado, o time afirmou que o indivíduo que imitava um macaco no setor Sul da Arena foi conduzido para o Departamento de Operações Estratégicas da Polícia Civil, onde foi indiciado por injúria racial - artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal.

Através da nota, o clube mostrou o seu repudio para todo e qualquer ato de racismo e discriminação, e agradeceu à Polícia Militar pela eficiência no apoio prestado. O Corinthians disse que casos como esses reforçam a importância da luta por um futebol sem ódio.

Na última sexta-feira (22), o alvinegro paulista adotou um "apagão" em suas redes sociais, e cortou a comunicação com a imprensa durante 72 horas, para colocar em debate e combater a violência no meio de futebol, bem como as fake news.

VEJA NA ÍNTEGRA COMUNICADO EMITIDO PELO CORINTHIANS

"O Sport Club Corinthians Paulista informa que o torcedor do Boca Juniors denunciado por torcedores do Corinthians por fazer gestos racistas à torcida do Timão -ele imitava um macaco no setor Sul da Neo Química Arena - foi detido e encaminhado ao Posto de Comando da PM do estádio.

Posteriormente, o torcedor foi conduzido para o Departamento De Operações Estratégicas da Polícia Civil, onde foi indiciado por injúria racial - artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal.

O Corinthians repudia todo e qualquer ato de racismo e discriminação e agradece à Polícia Militar pela eficiência no apoio prestado. Esse fato só reforça a importância de nossa luta por um futebol sem ódio."

Lance!
Publicidade
Publicidade