6 eventos ao vivo

Carlos Augusto posta foto do corte e hematomas no tornozelo

Lateral-esquerdo sofreu falta que acabou gerando cartão vermelho para Juninho, do Mirassol

3 ago 2020
05h10
atualizado às 07h37
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O lateral-esquerdo Carlos Augusto publicou nas redes sociais uma foto do tornozelo machucado após a vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Mirassol pela semifinal do Campeonato Paulista.

A dividida que provocou corte e hematomas certamente foi o lance mais polêmico da partida e gerou muita reclamação da equipe adversária. O jogo estava empatado até os 14 minutos do segundo tempo, quando Juninho acertou o tornozelo do lateral e foi expulso com um cartão vermelho direto.

Carlos Augusto, do Corinthians, posta foto de tornozelo cortado e inchado após lance em que jogador do Mirassol foi expulso
Carlos Augusto, do Corinthians, posta foto de tornozelo cortado e inchado após lance em que jogador do Mirassol foi expulso
Foto: Reprodução / Instagram / Carlos Augusto / Estadão Conteúdo

A decisão do árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo veio somente após a revisão do VAR - nas transmissões pela televisão, comentaristas divergiram sobre a expulsão. Em desvantagem numérica, o Mirassol não resistiu por muito tempo e acabou sofrendo o gol depois de 12 minutos.

"A arbitragem, como sempre quando se trata de um clube de camisa, é tendenciosa. Teve um lance pior do que esse no jogo do Corinthians contra o Bragantino e o Fagner não foi expulso. Foi determinante para o resultado da partida. Fica quase impossível competir nessas condições desfavoráveis", criticou o técnico Ricardo Catalá.

Após as reações, Carlos Augusto usou o Instagram para mostrar o tornozelo marcado pelas travas da chuteira de Juninho. A presença do lateral no duelo de ida da grande final ainda não está confirmada, mas o jogador não demonstrou preocupação durante entrevista após o jogo.

"Graças a Deus deu tudo certo e a equipe toda está de parabéns. A gente sabe o quanto sofreu durante a pandemia, e antes também. Quatro vitórias, nenhum gol sofrido (após a parada), e agora vamos em frente, vamos ser campeões", afirmou Carlos Augusto, sem aparentar incômodo.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade