PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Árbitro de 'decisão' já apitou outros Corinthians e Grêmio e teve trabalho contestado pelo Timão

Bruno Arleu de Araújo tem chancela da Fifa, mas não agradou corintianos na última vez que apitou um duelo contra o Tricolor Gaúcho

4 dez 2021 12h49
| atualizado às 12h49
ver comentários
Publicidade

A partida entre Corinthians e Grêmio, neste domingo (5), às 16h, na Neo Química Arena, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, tem sido tratada como decisão para as duas equipes. O Timão busca a vaga direta na fase de grupos da Libertadores do ano que vem, enquanto o Tricolor Gaúcho luta para fugir da zona do rebaixamento. E para uma partida tensa, o carioca Bruno Arleu de Araújo foi escolhido para ser o árbitro.

Bruno Arleu apitou a última final da Copa do Brasil, entre Palmeiras e Grêmio (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Bruno Arleu apitou a última final da Copa do Brasil, entre Palmeiras e Grêmio (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)
Foto: Lance!

O profissional, que pertence a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), está na prateleira mais alta da arbitragem brasileira, estando no quadro da Fifa desde o ano passado, mas tem histórico de trabalhos contestáveis pelo Timão em jogos recentes, inclusive contra o próprio Grêmio.

Pela terceira rodada do Brasileirão do ano passado, realizada em Porto Alegre, no mês de agosto, Arleu não marcou pênaltis pedidos pelos corintianos em duas oportunidades, sobre o lateral-direito Michel Macedo e o atacante Jô. Em ambas ocasiões nem o VAR foi acionado.

Posteriormente, no segundo tempo, o dono do apito marcou uma penalidade a favor dos gremistas após consulta ao monitor da arbitragem de vídeo. A cobrança foi desperdiçada por Diego Souza.

A arbitragem de Bruno Arleu de Araújo foi tão criticada pelos corintianos na ocasião que o então treinador do clube, Tiago Nunes, foi expulso.

Mas não foi essa a única polêmica envolvendo Bruno e Corinthians. Em 2019, em derrota do Timão por 2 a 1 para o Cruzeiro, em Itaquera, no segundo turno do Brasileirão daquele ano, o árbitro não marcou impedimento do meia Ederson, que na época defendia a Raposa, mas hoje pertence ao Alvinegro Paulista, estando emprestado ao Fortaleza, em um lance em que a defesa corintiana parou. Na sequência, o carioca expulsou o técnico Fábio Carille, que à época treinava a equipe do Parque São Jorge, por reclamação.

No total, Bruno Arleu de Araújo apitou nove jogos do Corinthians pelo Campeonato Brasileiro com quatro empates, duas vitórias e duas derrotas. Nas duas vezes em que apitou confrontos do Timão contra o Grêmio, a partida terminou empatada sem gols. Em ambas as ocasiões as partidas foram disputadas em Porto Alegre, a deste fim de semana será a primeira em São Paulo.

Militar e com 38 anos de idade, Bruno apitará neste domingo (5) o seu 15º jogo neste Brasileiro, terceiro do Alvinegro do Parque São Jorge e também do Tricolor Gaúcho.

Bruno será auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa e Daniel do Espírito Santo Parro, ambos cariocas e do quadro da Fifa. O árbitro de vídeo será Rodrigo Nunes de Sá, também do Rio de Janeiro.

Lance!
Publicidade
Publicidade