PUBLICIDADE

Em reencontro com Flamengo, Dorival volta à final da Copa do Brasil como favorito

Apesar de não ter o melhor elenco, São Paulo chega ao confronto decisivo do torneio mais confiante e organizado que o atual campeão

17 ago 2023 - 00h04
(atualizado às 00h04)
Compartilhar
Exibir comentários
Dorival Júnior vai disputar sua segunda final seguida de Copa do Brasil
Dorival Júnior vai disputar sua segunda final seguida de Copa do Brasil
Foto: Rubens Chiri/SPFC

Emplacando outro bom trabalho depois de ter sido injustamente demitido do Flamengo, Dorival Júnior alcançou sua segunda final consecutiva de Copa do Brasil. Assim como no ano passado, quando levou o clube rubro-negro à conquista diante do Corinthians, o treinador do São Paulo vai à decisão ostentando favoritismo, porém com mérito em dobro.

Se em 2022, temporada em que também ganhou a Libertadores, o técnico contava com o melhor elenco do Brasil, dessa vez a campanha com o tricolor paulista atesta sua capacidade de potencializar um grupo de jogadores até então desacreditado sob o comando de Rogério Ceni.

É verdade que Dorival foi presenteado com os luxuosos reforços de James Rodríguez e, sobretudo, Lucas Moura, que fez a diferença na virada sobre o Corinthians no Morumbi. Pela segunda vez jogando em seu estádio, o São Paulo reverteu desvantagem após sair perdendo a primeira partida, tal qual contra o San Lorenzo pela Sul-Americana.

Com a atmosfera do estádio como trunfo, o sorteio do mando de campo pode favorecer ainda mais o São Paulo. Mas, independentemente de jogar ou não em casa o segundo jogo, é inegável que o time tricolor chega à final mais organizado, confiante e tranquilo que seu rival.

Será mais um reencontro do Flamengo com o antigo técnico. Durante sua passagem pelo Ninho do Urubu, ele foi muito elogiado por atletas por conseguir promover um ambiente saudável e de união no clube. Agora, a maré virou completamente.

Vitor Pereira, sucessor de Dorival, não durou nem um semestre no cargo. Sampaoli chegou com a missão de apagar incêndio e corrigir os rumos de uma temporada repleta de frustrações. Quando parecia encontrar um caminho em campo, o vestiário implodiu com a agressão de seu auxiliar a Pedro e, por último, a troca de socos entre Varela e Gerson durante um treinamento.

Os dois foram a campo contra o Grêmio – o uruguaio, que teve o nariz fraturado na briga com o companheiro, saiu lesionado aos 30 minutos do primeiro tempo –, o Flamengo venceu por 1 a 0 e garantiu a classificação. O desempenho ainda não agrada, mas o fundamental era carimbar a vaga na decisão pra ver se os ânimos se acalmam até setembro.

Por ora, até mesmo pela campanha na competição, a dupla peso-pesado de reforços e os méritos de Dorival, o São Paulo larga como favorito ao título inédito da Copa do Brasil. Porém, muita coisa pode acontecer em um mês. Tempo suficiente para o melhor elenco do país reencontrar a paz e o melhor futebol.

Fonte: Breiller Pires Breiller Pires é jornalista esportivo e, além de ser colunista do Terra, é comentarista no canal ESPN Brasil. As visões do colunista não representam a visão do Terra.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade