PUBLICIDADE
Logo do

Ceará

Favoritar Time

Torcida do Ceará bate recorde, mas fica sem final feliz

10 abr 2014 - 10h43
Ver comentários
<p>Torcida do Cear&aacute; lotou Castel&atilde;o, mas viu equipe cearense ficar no empate por 1 a 1 com Sport, campe&atilde;o nordestino de 2014</p>
Torcida do Ceará lotou Castelão, mas viu equipe cearense ficar no empate por 1 a 1 com Sport, campeão nordestino de 2014
Foto: LC Moreira / Agência Lance

Depois de sofrer uma derrota por 2 a 0 na Ilha do Retiro, a torcida do Ceará deu uma demonstração de paixão e lotou a Arena Castelão para empurrar seu time diante do Sport, na segunda partida da final da Copa do Nordeste. O público recorde no estádio reinaugurado em 2013 de 61.240 torcedores superou em muito ao da partida entre Brasil e México, pela Copa das Confederações, mas os jogadores alvinegros não conseguiram em campo retribuir o apoio que vinha das arquibancadas e o título acabou pela terceira vez sendo conquistado pelo time pernambucano.

Mesmo depois do 1 a 1, quando o Ceará precisaria marcar três vezes para chegar ao título ainda se ouvia o grito fortíssimo de "eu acredito". Não foi dessa vez, mas certamente o Ceará merece e na certa continuará tendo todo o apoio da apaixonada torcida para chegar a títulos importantes além das fronteiras cearenses. Só nesta partida a renda arrecadada chegou a R$ 1.476.177,00, mostrando que a Copa do Nordeste é uma competição que pode ser bastante rentável e especialmente que atrai as atenções dos torcedores.

Em campo, o time do Ceará perdeu muitas oportunidades no primeiro tempo, mas ainda conseguiu abrir o marcador aos 41min, justamente com o centroavante Magno Alves. Jogador que recentemente teve passagem apagada pelo Sport. Mas o clube que chegará aos 100 anos no próximo dia 2 de junho não conseguiu evitar o gol do adversário. No início do segundo tempo, após um contra-ataque, o meia Aílton sofreu pênalti e Neto Baiano converteu. Festa para os quase 5 mil torcedores pernambucanos na Arena Castelão, já que o adversário precisaria marcar três vezes para chegar ao título.

O Sport soube usar o regulamento e acabou obtendo um honroso empate na Arena Castelão: 1 a 1. Mais uma vez, é adiado o sonho da torcida cearense comemorar um título de relevância fora do Ceará, já que o clube tem 42 estaduais e apenas um Torneio Norte-Nordeste, conquistado em 1969. Mas, não só nas arquibancadas, também pela excelente campanha do time em campo os cearenses estão de parabéns por terem feito um grande torneio na Copa do Nordeste.

O Ceará fez 11 pontos em 18 possíveis na primeira fase e foi o primeiro colocado do Grupo C. Na segunda fase, eliminou o Vitória com uma convincente vitória por 5 a 1, depois de ter empatado a partida de ida na Bahia. Nas semifinais, os cearenses golearam por 4 a 0 o América-RN, justamente a equipe com melhor aproveitamento na primeira fase e apenas confirmaram a classificação para a final no Rio Grande do Norte. E na partida da Ilha do Retiro tiveram mais domínio que o Sport, faltou apenas aproveitar melhor as oportunidades criadas. 

Fonte: Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra
Publicidade
Publicidade