PUBLICIDADE

Ponte Preta vence Brusque e se afasta da zona de rebaixamento da Série B

30 abr 2022 22h49
ver comentários
Publicidade

A Ponte Preta venceu o Brusque por 2 a 0 na noite deste sábado, em partida válida pela quinta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no Moisés Lucarelli. Com isso, a equipe de Hélio dos Anjos chegou aos sete pontos e foi para a sétima colocação, se afastando da zona de rebaixamento. Já o Brusque permaneceu na nona colocação, com seis.

A Macaca abriu o placar aos 14 minutos em um golaço, de longa distância, de Norberto. Já na segunda etapa, Lucca deixou o seu para dar os números finais à partida.

Na próxima rodada, as equipes terão clássicos pela frente. A Ponte visita o Guarani, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, no domingo, às 16h (de Brasília). Já o Brusque recebe a Chapecoense na quinta-feira, a partir das 21h30 (de Brasília), no Augusto Bauer.

O jogo - A Ponte Preta iniciou buscando espaços, primeiro com Norberto e depois com Echaporã, ainda nos minutos iniciais. Aos 14, a dona da casa foi premiada com um golaço de longa distância do lateral-direito, que recebeu pela direita, driblou Fernandinho e, da entrada da área, mandou uma bomba para o gol de Ruan Carneiro, que não conseguiu alcançar o chute.

Na sequência, Lucca teve duas chances, e o Brusque respondeu aos 23 minutos, com Fernandinho, mas a defesa conseguiu tirar. Pouco depois, Luiz Antonio mandou na trave em outro forte chute para tentar empatar o duelo.

O Brusque continuou tentando, levando perigo à área da Ponte, mas a defesa estava ligada e conseguiu tirar quando precisou. A partir dos 30 minutos, porém, a Macaca foi ao ataque novamente e quase ampliou com Danilo Gomes, em duas oportunidades. Por fim, Fábio Sanches afastou perigo após lance de Fernandinho.

No segundo tempo, a Ponte começou melhor, mas foi somente aos 20 minutos que Lucca conseguiu estufar as redes. Após cobrança de escanteio, Walisson cabeceou e o goleiro defendeu, mas o camisa 10 apareceu e mandou a bola para dentro.

A Macaca seguiu pressionando no campo de ataque, com Bernardo, Moisés e Echaporã, este na trave. Aos 36, foi o Brusque quem chegou, em chute na entrada da área, para grande defesa de Caíque, que se esticou todo para alcançar a bola mandada por Wagner Balotelli. Os catarinenses até tentaram criar, mas já não tinha o que fazer diante do resultado.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade