PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Favoritar Time

Tite deixará a seleção brasileira após Copa do Mundo

Em entrevista à SporTV, nesta sexta (25), o técnico revelou que sairá do comando da seleção

25 fev 2022 11h37
| atualizado às 11h52
ver comentários
Publicidade
O técnico da Seleção Brasileira, Tite
O técnico da Seleção Brasileira, Tite
Foto: REUTERS/Rodrigo Buendia

O técnico Tite revelou que deixará o comando da Seleção Brasileira de futebol após a disputa da Copa do Mundo do Catar, em dezembro deste ano. A informação foi dita pelo treinador durante participação no programa "Redação", do SporTV, nesta sexta-feira.

Quando questionado sobre a continuidade do seu trabalho à frente da Seleção e se o Mundial do Catar seria o último dele a frente da Seleção, Tite tentou se esquivar, mas acabou revelando a saída.

"Estou muito focado no trabalho, sei do ciclo. Tive uma oportunidade que muitos outros profissionais poderiam ter tido ao longo da história: (Rubens) Minelli, Ênio Andrade, Abel Braga, vários profissionais que poderiam estar aqui. Não convém responder agora (quando deixará o comando da Seleção), mas eu tenho consciência do meu ciclo. Este ciclo vai até o final do Mundial. Não é momento de falar sobre isso, mas não quero me omitir ", afirmou.

Tite foi anunciado na Seleção em junho de 2016, após a saída de Dunga. Desde então, comandou o Brasil em uma Copa do Mundo (2018) e seu único título até aqui é a Copa América de 2019.

"Eu divido as duas etapas na Seleção, a primeira foi muito difícil, pois não teve começo, meio e fim, peguei no meio das Eliminatórias. Hoje eu vivo um ciclo completo, isso me moveu. Eu, ao longo da carreira, fui um construtor de equipe. A continuidade, talvez, tenha sido pelo desempenho na primeira etapa e resultados. Temos equipe, em 45 jogos oficiais, com 90 gols de saldo, isso é equilíbrio. Temos 2 derrotas nesses 45 jogos, foi o jogo da Bélgica e a final da Copa América. Os resultados alavancam e a solidez defensiva", respondeu Tite, fazendo um balanço sobre seu trabalho na Seleção.

Após a revelação de que deixaria a Seleção, Tite foi questionado sobre a possibilidade de dirigir um time do exterior no futuro. Anteriormente, o técnico já havia sido questionado sobre isso, em outras oportunidades, mas negou por alegar que não dominava outros idiomas. Desta vez, porém, ele não descartou a hipótese.

"Não tenho resposta pronta. Mentalmente é uma questão que já abriu, e possibilidades vão surgindo também", afirmou

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade