PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Renan Lodi corre em campo e Tite adota o mistério em treino

Lateral, que se recupera de trauma na bacia, fez atividade à parte; restante do grupo da Seleção realizou treino tático para jogo com Chile

30 jun 2021 16h48
| atualizado às 17h32
ver comentários
Publicidade
Tite prepara a equipe taticamente, mas sem adiantar quem irá a campo (Reprodução / CBF TV)
Tite prepara a equipe taticamente, mas sem adiantar quem irá a campo (Reprodução / CBF TV)
Foto: Lance!

O sigilo continua a ser o caminho para Tite organizar a Seleção Brasileira a cada jogo na Copa América. Nesta quarta-feira, a dois dias de a equipe medir forças com o Chile, pelas quartas de final da competição, o treinador optou por só permitir que a CBF TV liberasse imagens do período de aquecimento do elenco. E a novidade foi o retorno a campo de Renan Lodi.

Renan Lodi, em recuperação, participa de treino à parte (Crédito: Reprodução / CBF TV)
Renan Lodi, em recuperação, participa de treino à parte (Crédito: Reprodução / CBF TV)
Foto: Lance!

Em fase de recuperação de um trauma na bacia que sofreu no decorrer do empate em 1 a 1 com o Equador, o lateral-esquerdo correu em torno do gramado. Além disto, realizou uma atividade à parte sob supervisão do preparador físico Fábio Mahseredjian.

As imagens divulgadas pela CBF TV (não é permitida a presença de imprensa nos treinos por conta dos protocolos de Covid-19) não chegaram a indicar qual time deve ir a campo no duelo no estádio do Engenhão, na sexta-feira, às 21h, no Rio de Janeiro. A parte fechada para a imprensa será dedicada a treinamento de movimentação defensiva e aprimoramento de lances de bola aérea.

A tendência é a de que o técnico Tite leve força máxima para o duelo com os chilenos. A única dúvida continua a ser em relação a qual será a formação na linha de frente. Everton Ribeiro pode completar o meio de campo, liberando Neymar para atuar mais avançado, ou o camisa 10 pode completar o meio. 

Invicto na Copa América, o Brasil avançou às quartas de final como líder do grupo B, no qual somou três vitórias e um empate. Já o Chile foi apenas o quarto colocado do grupo A, com um triunfo, dois empates e uma derrota. 

 

 

Lance!
Publicidade
Publicidade