PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Favoritar Time

Presidente da CBF não descarta técnico estrangeiro após Copa do Catar

19 abr 2022 15h22
| atualizado às 15h22
ver comentários
Publicidade

O substituto de Tite após a Copa do Mundo no Catar ainda não está definido, mas pode ser estrangeiro. É o que admitiu o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, em entrevista coletiva nesta terça-feira.

"Nós não temos o compromisso de que tem que ser um brasileiro. Assim como não temos a obrigação de que precisa ser um estrangeiro. Só vou tratar desse assunto depois que a Copa acabar", afirmou Ednaldo.

Por outro lado, o presidente negou que houve qualquer contato com Pep Guardiola - nome que circulou na mídia nas últimas semanas como provável substituto de Tite.

"A gente reconhece no Guardiola um vencedor, alguém que dispensa apresentações. Competente como jogador e como técnico. Mas não houve, por parte da CBF, nem do presidente da CBF, nenhuma autorização para buscar o Guardiola como técnico da seleção brasileira", disse.

Ednaldo Rodrigues também falou sobre a agenda da Seleção Brasileira nos próximos meses e a indefinição da partida contra a Argentina.

"Vamos jogar contra o Japão e contra a Coreia do Sul em junho. Agora, esse jogo da Argentina está realmente indefinido. Ela joga no dia 1º de junho contra a Itália e poderia jogar contra o Brasil no dia 4, na Europa. Provavelmente na Espanha. Essa é uma opção que ainda está sendo discutida, mas sem definição", completou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade