PUBLICIDADE
Logo do Seleção Brasileira

Seleção Brasileira

Favoritar Time

'Geração de R$ 1 bilhão' do Palmeiras conduz o Brasil no Mundial Sub-17

20 nov 2023 - 10h07
Compartilhar
Exibir comentários

A Seleção Brasileira avançou às quartas de final da Copa do Mundo Sub-17 ao bater o Equador por 3 a 1, nesta segunda-feira (20), na Indonésia. E o Brasil vem avançando no Mundial muito graças à "Geração de R$ 1 bilhão" do Palmeiras. Afinal, três jogadores do Verdão vem sendo decisivos na competição e conduzindo a Canarinho no torneio.

Contra o Equador, brilhou a estrela de Estevão. O atleta do Palmeiras marcou duas vezes e vem sendo um dos melhores jogadores da Copa do Mundo-Sub-17. Aliás, ele já está costumado a decidir. Afinal, antes de viajar para Indonésia, o meia ajudou o Alviverde a conquistar o Brasileirão da categoria, marcando três gols na final contra o São Paulo. Já no Mundial, ele soma três gols e vem, claro, sendo decisivo.

E não para por aí. O Palmeiras segue brilhando ainda mais na Copa do Mundo Sub-17. Afinal, além dos dois gols de Estevão, o terceiro foi marcado por Luighi, cria do Verdão. Por fim, o Brasil teve mais uma atuação segura de Vitor Reis, também atleta do Alviverde. Aliás, outro Cria da Academia, o atacante Riquelme, ficou no banco.

Estevão é um dos destaques do Brasil no Mundial Sub-17 –
Estevão é um dos destaques do Brasil no Mundial Sub-17 –
Foto: Leto Ribas/CBF / Jogada10

A geração de R$1 bilhão do Palmeiras

A geração que hoje defende o time sub-17 do Palmeiras causa uma expectativa no clube que vai além de um retorno técnico para o time profissional em um futuro próximo. Com revelações em destaque e mais candidatos a joias, o Verdão acredita que os atletas possam render até R$ 1 bilhão nos próximos anos. Por isso, esta alcunha tão curiosa.

"Se não fizer no mínimo 200 milhões de euros nestes canhotos da categoria sub-17 pode mandar embora porque somos incompetentes", disse João Paulo Sampaio, coordenador da base palmeirense, em entrevista recente.

A "Geração de R$1 bilhão" é puxada justamente pela principal joia do Palmeiras na atualidade: Endrick. O atacante está com o grupo de Fernando Diniz neste momento, disputando as Eliminatórias da Copa do Mundo. O jogador mostrou ser diferenciado e pulou várias etapas para estar com o elenco principal do Brasil, com apenas 17 anos. Ele já está vendido ao Real Madrid e se apresenta, na Espanha, no meio do ano que vem.

Luis Guilherme é mais um na seleção, mas na sub-20, para o período de treinos no CT do Corinthians. Parceiro de Endrick na base, o meia-atacante de 17 anos fez sua estreia como profissional no Palmeiras em abril e tem 27 partidas sob o comando de Abel Ferreira. O zagueiro Michel e o lateral-esquerdo Vanderlan são os outros palmeirenses nesta lista.

Contudo, esta geração soma outros jogadores que ainda não brilharam com a camisa do Palmeiras no profissional, mas que geram grande expectativa. Casos do zagueiro Fellipe Jack e o meia-atacante Thalys.

Assim, Estevão, Luighi, Vitor Reis e Riquelme vão brilhando na Indonésia, mostrando ao mundo o poderio da base palestrina.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade