PUBLICIDADE
Logo do Seleção Brasileira

Seleção Brasileira

Favoritar Time

CBF repudia atos racistas sofridos por Rodrygo após discussão com Messi e cobra punições

24 nov 2023 - 08h43
Compartilhar
Exibir comentários

A CBF se manifestou na última quinta-feira sobre os atos racistas cometidos contra o atacante Rodrygo após o jogo entre Brasil e Argentina. O jogador de 22 anos foi vítima de ofensas nas redes sociais após uma discussão com Messi antes do início da partida da última terça-feira.

Foto: ( Staff Images / CBF) / Gazeta Esportiva

Ednaldo Rodrigues, presidente da confederação, demonstrou apoio ao atleta do Real Madrid e cobrou que medidas sejam tomadas para que os responsáveis pelos ataques sejam devidamente penalizados.

"O racismo não vencerá. Me solidarizo com Rodrygo, que sofreu ataques violentos e injustificáveis. Atitudes como essa, que infelizmente já vimos acontecer outras vezes com jogadores brasileiros negros, merecem punição. O papel da sociedade, o papel da CBF, é o de criar mecanismos para conter e estancar esse crime, dentro e fora dos campos. Como primeiro presidente negro da CBF, sigo lutando pelo dia em que nenhuma pessoa será discriminada pela cor da sua pele", afirmou.

O dirigente também formalizou que promoverá uma ação contra o racismo nos próximo compromisso da Seleção Brasileira, em um amistoso com a Espanha marcado para março de 2024. Ednaldo também citou o atacante Vinicius Junior como outra vítima constante de ofensas.

"Iremos realizar mais que um jogo, mas uma ação, chamada 'Uma só pele', que é um chamamento à reflexão sobre esse tipo de violência que você sofreu, que Vinícius sofre e que todos aqueles que como vocês, brasileiros ou não, jogadores ou não, sofrem diariamente neste planeta", completou.

No confronto diante da Argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas, após uma confusão nas arquibancadas do Maracanã que levou a seleção "albiceleste" a voltar aos vestiários e atrasar o início do jogo, Rodrygo se envolveu em um bate-boca com Lionel Messi e Rodrigo De Paul antes do apito inicial.

Após a repercussão da discussão na internet, torcedores argentinos atacaram o atacante brasileiro nas redes sociais com emojis de banana e macaco.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Publicidade