PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

As cartadas de Tite: veja a situação dos postulantes a 'herdar' a vaga de Gabriel Jesus na Seleção na final

Quatro jogadores concorrem por um espaço deixado no ataque do Brasil diante da Argentina, na decisão da Copa América, neste sábado (10). Não faltam desafios!

9 jul 2021 06h52
| atualizado às 11h06
ver comentários
Publicidade

A punição de dois jogos imposta pela Conmebol a Gabriel Jesus abriu uma lacuna para o técnico Tite no ataque às vésperas da Seleção Brasileira encarar a Argentina na decisão da Copa América. Sem o camisa 9 (que recebeu vermelho direto após "voadora" desferida em Mena, do Chile) da final contra a Argentina, neste sábado (10), às 21h, a comissão técnica faz a contagem regressiva cercada de mistério até oficializar a opção que se ajusta da melhor forma a uma linha de frente que conta com Neymar e Richarlison.

Firmino, Gabigol ou Everton 'Cebolinha': alguns dos concorrentes no ataque da Seleção (Montagem LANCE!)
Firmino, Gabigol ou Everton 'Cebolinha': alguns dos concorrentes no ataque da Seleção (Montagem LANCE!)
Foto: Lance!

A equipe conta com quatro atacantes de origem para suprir a baixa do jogador do Manchester City: Everton "Cebolinha", Roberto Firmino, Gabigol e Vinicius Júnior. Uma "batalha à parte" que é vista com entusiasmo por quem concorre por seu espaço.

- É um elenco muito competitivo, de jogadores de altíssimo nível. Sabemos que Seleção é momento e têm jogadores também em um excelente momento - afirmou Everton "Cebolinha", em entrevista coletiva virtual divulgada na última quinta-feira pela CBF TV.

Após um início desacreditado, o atacante vem pedindo passagem nesta reta final de Copa América. Um dos destaques do elenco campeão da edição de 2019, o jogador de 25 anos foi designado como substituto imediato de Gabriel Jesus na vitória por 1 a 0 sobre o Peru, pela semifinal da competição.

Além de aumentar a velocidade pela ponta, Everton tem como desafio buscar jogadas pela linha de fundo. Seu período na frente com Neymar e Richarlison coincidiu com uma etapa inicial promissora da equipe canarinha, na qual houve uma sucessão de chances. Porém, o camisa 19 ainda padece ao calibrar o pé e caprichar em alguns passes.

Outra opção testada por Tite para o setor defensivo foi Roberto Firmino. O camisa 20, que foi titular na vitória por 1 a 0 sobre o Chile, atuou de maneira mais centralizada e foi municiado por Gabriel Jesus e Richarlison. Neymar, nesta formação, atuou mais recuado no meio de campo.

Contudo, além da equipe não render com Firmino, seu substituto Lucas Paquetá entrou de maneira avassaladora e vem consolidando uma boa dupla com o camisa 10 canarinho. Durante coletiva, Tite destacou que não restringe Roberto Firmino ao posto de homem de área, e sim a "um 9 que pode se tornar 10", agindo também como articulador.

Em grande fase no Flamengo, Gabigol chegou a ter um início promissor com a amarelinha. Impetuoso ao sair do banco, balançou a rede e deixou o seu na estreia da Seleção com vitória por 3 a 0 sobre a Venezuela.

Entretanto, após o desempenho abaixo da média na rodada seguinte, foi perdendo espaço aos poucos sob o comando de Tite. Uma eventual entrada durante o Brasil e Argentina pode ser uma redenção após desempenhos oscilantes na sua Copa América.

Vinicius Júnior, por sua vez, surge como uma alternativa de desafogo para atuar pelos lados. O habilidoso jovem, que atuou por poucos minutos nesta Copa América, chamou atenção por batalhar para carregar a bola em busca de dribles e jogadas em momentos difíceis.

- O Brasil é muito rico de talentos hoje tem o mais novo, o Vinícius Júnior, tem tudo para ser um dos maiores jogadores brasileiros - profetizou Neymar.

Enquanto alguns mistérios ainda pairam sobre o setor ofensivo, Everton "Cebolinha" se esquiva do posto de bem cotado e fala sobre a maneira como o ataque está ávido para se impor diante da Argentina.

- Temos muitos jogadores de qualidade, temos essa empolgação, com jogadores de altíssimo nível, de muita qualidade. A gente vai buscando nosso espaço, desempenhar aquilo que o técnico vem pedindo - disse.

Lance!
Publicidade
Publicidade