PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Novo técnico do Botafogo diz "saber bem tamanho do desafio"

Enderson Moreira foi apresentado na noite desta quarta-feira, exaltou o clube e salientou a necessidade de conquistar resultados positivos

21 jul 2021 21h58
| atualizado às 22h49
ver comentários
Publicidade

Na noite desta quarta-feira, o Botafogo apresentou o treinador Enderson Moreira. Ele chegou ao time alvinegro e já comandou o treino de reapresentação, que começou às 15h. Na coletiva de imprensa, ele agradeceu ao presidente Durcesio Mello e à direção pela oportunidade, lembrou que o pai lhe contava  "histórias maravilhosas" sobre o clube e que sabe do tamanho do desafio que terá pela frente.

Enderson Moreira durante a sua apresentação como novo técnico do Botafogo (Foto: Divulgação/Botafogo)
Enderson Moreira durante a sua apresentação como novo técnico do Botafogo (Foto: Divulgação/Botafogo)
Foto: Lance!

"Queria agradecer muito ao presidente e à direção do clube por essa oportunidade de trabalhar em um clube gigante, extremamente tradicional. Escutava muito meu pai contando as histórias maravilhosas, acompanhei histórias recentes de conquistas. É um clube que está buscando uma organização fora das quatro linhas, fundamental para ter saúde financeira futura. É importante que a gente possa contribuir dentro de campo", ressaltou o novo comandante botafoguense.

Enderson também exibiu confiança em uma reação da equipe na Série B do Campeonato Brasileiro, no qual soma apenas 13 pontos em 12 partidas disputadas até aqui na competição.

"Sei bem do tamanho do desafio que tenho pela frente, já se passaram algumas rodadas, mas venho pra cá com muita confiança e que eu posso contribuir com os atletas e fazer com que o final desse campeonato seja diferente. Eu falo com o atleta que não importa como começa, e sim como termina. Que a gente não possa entregar apenas o retorno à Série A, mas retornar de uma forma mais consistente, com um pensamento diferente", completou o treinador.

Já sob o comando de Enderson, o Botafogo volta a campo no próximo sábado, às 16h30, no Batistão, contra o Confiança, em Aracaju. Assim, ele projetou o confronto e destacou que, neste momento pelo qual o alvinegro passa, é necessário conquistar os resultados. O novo técnico ainda destacou que a competição está parelha e também explicou sua forma de trabalhar.

"Tenho uma forma de pensar um pouco diferente. Jogo sempre com a possibilidade do próximo jogo. Me aplico sempre pensando nos três pontos. Às vezes quando você coloca metas é importante em termos motivacionais, mas você pode frustrar. Eu trabalho o atleta na questão dos três pontos, isso vai nos dando confiança e uma possibilidade maior de continuar pontuando", destacou.

"Esse momento do Botafogo, acima de tudo, precisa conquistar resultados. A competição está parelha, mas o mais importante é como vai terminar. O que passou a gente infelizmente não pode modificar, o que está distante não podemos agir tanto. Temos que pensar no Confiança e trazer os três pontos contra uma equipe que sempre foi difícil de jogar contra", reforçou. Confira abaixo outras declarações do técnico na coletiva de imprensa desta quarta-feira.

CARREIRA

"Sempre vejo as minhas possibilidades de trabalho como oportunidade de desenvolver aquilo que eu amo fazer, que é trabalhar coom futebol. As pessoas consideram muito a parte de conquistas, mas se avaliar os campeonatos você tem várias conquistas. Quando você pega um time que está na zona de rebaixamento e evita que ele caia, também é uma conquista. Cada time tem seu campeonato. Tenho muito orgulho de todos os trabalhos que eu fiz."

PROBLEMAS NA ZAGA

"Pensar em futebol em termos setorizados é complicado. O problema não são os zagueiros. Como um todo, um time que sofre um número alto de gols precisa de um comprometimento. Muitas vezes a coisa sobra pra linha defensiva, mas às vezes foi um meia que deixou de fechar um espaço. O que define quem marca e quem ataca é simplesmente a posse de bola. Quanto temos a posse todo mundo tem que participar do jogo ofensivo, quando perdemos todos tem que participar do jogo defensivo."

 

Lance!
Publicidade
Publicidade