PUBLICIDADE

Sainz se decepciona com 'Drive to Survive': "Ferrari é maior e melhor do que aparece lá"

Carlos Sainz elogiou a importância de 'Drive to Survive' na popularização da Fórmula 1 ao redor do mundo, mas reclamou da forma com que a Ferrari foi retratada em um dos episódios

28 out 2021 13h08
ver comentários
Publicidade
Carlos Sainz criticou a Netflix
Carlos Sainz criticou a Netflix
Foto: Ferrari Media / Grande Prêmio

F1: VERSTAPPEN SEGURA HAMILTON NO BRAÇO, VENCE NOS EUA E DÁ PASSO PARA TÍTULO | Paddock GP  #262

A popularidade da Fórmula 1 nos Estados Unidos após o lançamento da série documental 'Drive to Survive', da Netflix, cresceu, rendendo público e audiência recorde na corrida mais recente realizada no país, no Circuito das Américas, em Austin. Porém, o sucesso da obra cinematográfica não agrada a todos os pilotos, um deles é Carlos Sainz, da Ferrari.

Em entrevista à versão americana da revista GQ, Sainz elogiou o impacto da Fórmula 1 após o lançamento da série, em 2019. Para ele, a Netflix deu uma oportunidade dos fãs entenderem a personalidade dos pilotos em um mundo fechado como o paddock da categoria.

"Eu senti uma grande diferença no esporte com as redes sociais e os fãs americanos. Acho que a Netflix teve o maior impacto nisso. Como esporte, sempre fomos muito fechados, e a Netflix permitiu aos fãs na América e a o redor do mundo a enxergar a personalidade dos pilotos", declarou Carlos.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Carlos Sainz foi sétimo em Austin (Foto: Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Porém, o espanhol não saiu muito satisfeito com um dos episódios da terceira temporada da série, que abordou o campeonato de 2020 da Fórmula 1. Carlos criticou a forma que a Ferrari foi retratada na obra, e crê que bons times sempre passam por momentos difíceis. No ano passado, a Scuderia terminou sem vencer e foi apenas sexta no Mundial de Construtores, o pior resultado em 40 anos.

"O episódio da terceira temporada sobre a Ferrari não é tão bom, e fiquei bem decepcionado quando assisti, porque a Ferrari é muito maior, melhor e mais legal do que aparece lá. Estamos em uma fase ruim, e acho que todos os grandes times esportivos passam por isso. Estamos nos reconstruindo, fazendo tudo o que podemos para tornar este time grande e campeão de novo. Penso que temos uma boa atmosfera com Charles e os engenheiros, nós somos candidatos no futuro. E é a Ferrari. Quem não gosta da Ferrari?", completou.

O episódio 'Precisamos falar sobre a Ferrari' retrata o GP da Itália de 2020, quando na corrida de casa, a Scuderia viu Sebastian Vettel abandonar com problemas de freios e Charles Leclerc sofrer um forte acidente.

Recentemente, quem também teceu críticas para a série foi Max Verstappen, afirmando que a produção busca criar rivalidades inexistentes, e que não vai mais participar da obra.

Sainz vem de um sétimo lugar no GP dos Estados Unidos, curiosamente sua mesma posição no Mundial de Pilotos, com 122.5 pontos, 5.5 atrás do companheiro de equipe Charles Leclerc. O próximo compromisso da F1 é no dia 7 de novembro, o GP da Cidade do México.

COMO AUSTIN DEU EXEMPLO DE CORRIDA BOA SEM ULTRAPASSAGEM? | GP às 10

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade