0

GP às 10: Não era Ferrari, mas era um Uno? Como a Ferrari foi, sim, um Uno na temporada 2020

A temporada 2020 da Ferrari na F1 foi um desastre. Pior campeonato em 40 anos, a equipe vermelha não sofreu só com a queda de rendimento do motor, mas também com defeitos crônicos do carro e com as más decisões da chefia. Evelyn Guimarães e Victor Martins analisam o terrível ano dos italianos

13 jan 2021
12h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Foto: Grande Prêmio

A Ferrari teve a pior temporada na F1 em 40 anos. Lá em 1980, terminou o ano no décimo lugar do Mundial de Construtores. Depois, se recuperou, ganhou campeonatos, voltou a enfrentar problemas, para então viver a era de ouro com Michael Schumacher. Após isso, foi campeã com Kimi Räikkönen e manteve-se na briga, com Felipe Massa, Fernando Alonso e Sebastian Vettel até 2018. No ano passado, até ensaiou uma reação, mas já era tarde. 2020 foi só derrota, porém. Os pódios de Leclerc e Vettel enganam. O primeiro foi na Áustria, numa corrida maluca, e o segundo também aconteceu por reviravolta no fim da corrida, que foi na Inglaterra (terceiro). E Seb foi terceiro em Istambul, numa prova estranha, mas que a Ferrari não foi tão mal.

O fato é que a queda de rendimento do motor, provocada pela irregularidade flagrada no ano anterior, foi a principal responsável pela falta de desempenho, mas não só isso: o carro tinha defeitos crônicos no chassi e no pacote aerodinâmico.

A temporada mais curta e a parada pela pandemia impediram qualquer chance de um desenvolvimento melhor da SF1000, isso porque os engenheiros já sabiam desde a pré-temporada que o modelo era bem ruim e que o ano seria sofrível. No GP às 10 desta quarta-feira (30), Victor Martins e Evelyn Guimarães analisam o péssimo campeonato dos italianos.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade