0

"É horrível ver meu carro com outro piloto", diz Mario Romancini

2 set 2010
11h55

O piloto brasileiro Mario Romancini, que disputava a Fórmula Indy mas abandonou por falta de patrocínios, afirmou em entrevista exclusiva ao Terra TV que é horrível ver seu carro sendo pilotado por outro piloto e que espera voltar às provas em breve.

"É sempre muito difícil ver os outros correndo e eu não, é a pior sensação do mundo ver o meu carro com outro piloto, ficar de fora assistindo é mto difícil. Dá uma dor muito grande no coração. A Bia Figueiredo também enfrenta problemas, eu não sou o único exemplo. Até o Will Power (líder da atual temporada) não correu no ano passado, isso é um problema do nosso esporte e espero que melhore no futuro", declarou.

"Meu objetivo é poder fazer um programa sólido para no ano que vem ter oportunidade de disputar todas as corridas da temporada e estou trabalhando nisso, a situação econômica nos eua está muito difícil também, pouquíssimas equipes podem contratar pilotos com seus patrocinadores", acrescentou o corredor.

Por falta de patrocínio, o piloto da Conquest Racing deixou oficialmente o calendário, e segue na busca por novas parcerias para continuar competindo na última fase de circuitos ovais do calendário - que se iniciou no dia 28 de agosto, em Chicago, e termina apenas no dia 02 de outubro, em Miami.

"Espero conseguir estar na prova de Miami, mas aí tinha que ter algo em duas semanas, acredito que tenha 15 dias para fechar acordo, se for acontecer", declarou o brasileiro sobre a possibilidade de voltar ainda em 2010. Romancini ressaltou que quer estar, pelo menos, em 2011 de volta à Fórmula Indy.

"Em relação à temporada que vem, esse ano por exemplo fechei em fevereiro apenas o patrocínio. Espero estar com volta assegurada na virada do ano, para estar com a temporada inteira de 2011 com contrato assinado", disse.

Em seu campeonato de estreia na categoria, Mario Romancini teve boas participações em corridas importantes, como nas 500 Milhas de Indianápolis. Na ocasião, o brasileiro conquistou a posição de estreante mais rápido do grid, e também de melhor estreante da prova. No entanto, deixou a Indy meses depois pela falta de patrocínio.

"Os patrocínios emperram. Das equipes que estão lá, não mais que seis ou sete carros têm patrocinadores próprios e podem escolher seus próprios pilotos. Infelizmente, a situação está bem complicada aqui. fica complicado conseguir verba para montar um cronograma para a temporada inteira, mas espero contar com o apoio de empresas brasileiras para voltar ano que vem", afirmou.

"Mesmo parado, continuo cuidando da parte física e estou trabalhando dobrado para se pintar uma oportunidade eu estar preparado. Tenho trabalhado como instrutor para equipes mais jovens nos EUA e tenho viajado para algumas corridas, além de ajudado esses pilotos a se desenvolverem. E quero apostar até o último minuto que volto na temporada que vem", completou.

Mario Romancini quer voltar ainda em 2010
Mario Romancini quer voltar ainda em 2010
Foto: Indy Car Media / Divulgação
Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade