0

Possíveis velocidades recordes podem ser alcançadas no novo traçado do ePrix da Cidade do México

12 fev 2020
15h11
atualizado às 15h26
  • separator
  • 0
  • comentários

Robin Frijns espera que os carros da Fórmula E estejam “no limite” no ePrix da Cidade do México neste fim de semana, com recordes de velocidade possíveis de serem quebrados na qualificação, devido ao traçado da pista bastante modificado.

Foto: FIA FE
Foto: FIA FE
Foto: F1Mania

Várias mudanças foram feitas na configuração do Autodromo Hermanos Rodriguez do ABB FIA Formula E Championship, antes da corrida desta temporada, incluindo uma nova seção e a remoção de ambas as chicanes.

Sem a chicane na longa curva à direita da Peraltada, que completa a volta, Frijns da Envision Virgin Racing está se preparando para velocidades recordes na qualificação de 240 km/h.

“Eu acho extremamente importante e uma decisão sábia remover a chicane deste layout de circuito, pois vimos alguns incidentes ruins aqui no passado”, disse ele.

"Isso também deve tornar as corridas muito mais emocionantes e acredito que poderá haver mais oportunidades de ultrapassagem desta vez".

“Do tempo gasto em nosso simulador, os dados mostraram que poderíamos estar chegando às nossas velocidades mais rápidas na curva Peraltada, o que significa que estaremos realmente no limite".

“Vai ser uma grande corrida e acho que poderia realmente aproveitar o fato de estar no grupo de qualificação posterior”.

Jerome d’Ambrosio, da Mahindra Racing, também elogiou a remoção das chicanes, que ele acha que aumentará as ultrapassagens no México.

As pistas da Fórmula E anteriormente incluíam uma série de chicanes apertadas na tentativa de melhorar as possibilidades de ultrapassagem, mas as corridas da última temporada foram muitas vezes sinalizadas e interrompidas por colisões nessas curvas.

Os traçados das pistas foram refeitos para remover as curvas mais apertadas neste ano, a fim de reduzir o contato e o acúmulo de carros.

“Os carros estão ficando mais rápidos e todos concordamos que o estilo das chicanes da Fórmula E contribuiu para vários incidentes de bandeira vermelha na última temporada”, disse d´Ambrosio.

“Ao remover a chicane no México, aumentamos a linha reta e é uma ferramenta muito boa para promover mais ultrapassagens".

“A temperatura da bateria não deve ser um problema no México, mas será uma história diferente para os pneus, porque essa pista é bastante difícil para os pneus”.

Enquanto isso, a zona de ativação do modo de ataque foi colocada na parte interna da seção do estádio.

Quer assistir ao vivo às corridas da Indy e Superbike? Acesse http://f1mania.vc/4K e experimente a DAZN grátis por 1 mês!

Receba as notícias da F1Mania pelo WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/F9GwK1YT4yACqHsym6pqu8

Inscreva-se em nosso canal no YouTube: https://www.youtube.com/user/f1mania?sub_confirmation=1

Está no ar o Episódio #1 do Podcast F1Mania Debate. Victor Berto, Gabriel Gavinelli e Leonardo Marson falam sobre o impacto do coronavírus, a chegada da Aston Martin e o futuro da Mercedes na Fórmula 1. Ouça:

Ouça no Spotify – https://f1mania.vc/auV
Ouça no Google Play Music – https://f1mania.vc/auU
Ouça no Deezer – https://f1mania.vc/auX
Ouça no iTunes – https://podcasts.apple.com/us/podcast/f1mania-podcast/id1496336264

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube .Ferrari apresenta o SF1000 para a F1 2020:

MELHORES MOMENTOS | ePRIX DE SANTIAGO 2020:

F1MANIA VISITA HOMENAGENS A AYRTON SENNA EM IMOLA:

Bruno Correia e Victor Berto dão uma volta no circuito do Parque O’Higgins com o SAFETY CAR da Fórmula E:

A experiência inesquecível de pilotar um carro de Fórmula E:

500 MILHAS DE KART GRANJA VIANA 2019 | Melhores Momentos da 23ª edição:

Fórmula 1 faz tributo à Ayrton Senna no Parque do Ibirapuera:

Visitamos o DAYTONA INTERNATIONAL SPEEDWAY | FÉRIAS F1MANIA:

Veja também:

F1Mania
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade