0

Golpes financeiros para as corridas dos EUA e do México

21 fev 2019
19h23
  • separator
  • 0
  • comentários

As corridas de Fórmula 1 na América do Norte, levaram não um, mas dois golpes financeiros, nos Estados Unidos e no México.

Golpes financeiros para as corridas dos EUA e do México
Golpes financeiros para as corridas dos EUA e do México
Foto: Mark Thompson/ AFP / F1Mania

No calendário 2019, as duas corridas serão as rodadas 18 e 19, com os dois anfitriões trocando de posições no cronograma deste ano.

Mas ambos foram atingidos no bolso em um curto espaço de tempo.

A má notícia começou quando o presidente do México, Andres Manuel López Obrador, sugeriu que o financiamento do governo para o Grande Prêmio do México pode ser reduzido ou mesmo interrompido completamente, para criar mais fundos para outros projetos que incluem uma ferrovia de 1.600 quilômetros.

“Se isso não implicar dinheiro, eu irei endossá-lo”, disse Obrador.

“Eu não sei como estão os contratos de Fórmula 1, mas se eles ainda não estão assinados, nós não podemos fazer isso".

"Em muitos casos, eles foram pagos pelo fundo de turismo, e agora esses fundos serão usados para o Trem Maia (um esquema ferroviário proposto)."

A edição de 2019 da corrida é a última a ser realizada no acordo de cinco anos atualmente em vigor, com a ESPN informando que o governo gastou US $ 213 milhões na corrida durante esse período.

O piloto mexicano Sergio Perez está preocupado com o futuro da corrida, dizendo que pode levar “30 ou 50 anos”, para colocar sua corrida ’em casa’ de volta no calendário.

“Não parece bom, mas eu desejo que possamos ter boas notícias”, disse Perez ao Motorsport.

"Eu acho que é importante para o nosso país mantê-la".

"Há muitos países que querem sediar um Grande Prêmio, e quando você perde seu lugar, é muito difícil recuperá-lo".

"Custou muito para nós conseguirmos, e se perdermos agora, provavelmente é o fim, e talvez tenhamos que esperar 30 ou 50 anos para recuperá-lo. Seria uma pena perdê-lo".

O golpe potencial no México foi rapidamente seguido por notícias de que o Circuito das Américas (Circuit of the Americas - COTA), estaria sendo ameaçado por um financiamento de US $ 25 milhões do GP dos EUA.

O governo do estado do Texas se recusou a liberar os fundos para a corrida de 2018 por causa de um tecnicismo legal, com o governo estadual alegando que o COTA não apresentou um plano de prevenção de tráfico de seres humanos, antes do prazo de 19 de setembro do ano passado.

Este requisito está relacionado a uma repressão pelas autoridades do Texas sobre a prostituição.

Um porta-voz do governador do Texas, Greg Abbott, disse ao estadista: "Neste caso, a lei é clara: se um plano de prevenção de tráfico de seres humanos não for apresentado 30 dias antes de um evento, um reembolso do Fundo de Eventos Principais não poderá ser emitido".

"O estado do Texas e o COTA, têm uma parceria produtiva que teve um tremendo impacto econômico na cidade de Austin e no estado como um todo, e nosso escritório já está trabalhando com o COTA na corrida do ano que vem", completou.

Confira os últimos vídeos do canal da F1MANIA no YouTube – ePRIX DA CIDADE DO MÉXICO | Melhores Momentos | FÓRMULA E 2018/19 – 4ª etapa

F1 2019 | HAAS VF-19 e ALFA ROMEO C38 são apresentados em Barcelona:

F1 2019 | Ferrari apresenta SF90 vermelha e preta fosco:

F1 2019 | MCLAREN apresenta o MCL34:

F1 2019 | Racing Point apresenta seu carro para a Fórmula 1:

F1 2019 | Red Bull apresenta RB15 ‘roxo, preto e vermelho’:

F1 2019 | Mercedes apresenta nova pintura para o W10:

F1 2019 | Renault apresenta o R.S.19:

“F1 2019 | Toro Rosso apresenta o STR14":

FÉRIAS F1MANIA | Pilotamos uma FERRARI 488 GTB no SPEEDVEGAS:


F1Mania
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade