1 evento ao vivo

Tyson Gay anuncia que foi pego por doping; Powell também foi flagrado

14 jul 2013
12h37
atualizado às 15h45
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Tyson Gay não relatou qual substância causou o doping
Tyson Gay não relatou qual substância causou o doping
Foto: Getty Images

O velocista americano Tyson Gay, atleta com melhor tempo do ano nos 100 m rasos (9s75), anunciou que foi pego em um exame antidoping por uma substância que não especificou e que, por consequência, não poderá participar do Mundial de Moscou.

Ele, entretanto, ele não foi o único. O jamaicano Asafa Powell também foi flagrado em exame antidopagem e está fora do Mundial. Ele seria apenas um de uma série de atletas da Jamaica que usaram substâncias proibidas. Entre outros, estariam os campeões olímpicos Nesta Carter e Sherone Simpson.

<p>Asafa Powell também foi flagrado no exame antidoping</p>
Asafa Powell também foi flagrado no exame antidoping
Foto: Getty Images

No caso de Tyson Gay, o próprio atleta informou que a Agência Americana Antidoping (Usada) lhe comunicou na sexta-feira que sua amostra tinha dado positivo em um exame fora de competição ao qual foi submetido em 16 de maio.

Gay acrescentou que nos próximos dias será realizada a contraprova. "Não tenho nenhuma história sobre sabotagem. O que aconteceu é que pus minha confiança em alguém e não deu certo", comentou o velocista de 30 anos, que foi campeão mundial dos 100m e 200m em Osaka 2007.

Neste ano, Gay tinha recuperado sua melhor forma após um ano de lesões e passar por uma cirurgia nas costelas. Suas marcas da temporada (9s75 nos 100m e 19s74 nos 200m) lhe deram esperanças de superar o jamaicano Usain Bolt no Mundial de Moscou, que será disputado de 10 a 18 de agosto.

Powell admite resultado

Em comunicado publicado por meio de seu Twitter, Asafa Powell confirmou o resultado adverso em teste realizado durante provas preliminares na Jamaica. O atleta, entretanto, nega ter usado qualquer substância proibida e afirmou que serão realizadas investigações para descobrir a origem da presença do estimulante oxilofrina em seu organismo.

"Eu não sou - e nunca fui - um trapaceiro", disse Powell. "Escrevo esse comunicado sabendo que minha família, meus amigos, meus fãs e meu país estarão decepcionados com esta notícia. Eu estou sofrendo com esse resultado genuinamente surpreendente. Estou confiante, entretanto, que sairei mais forte, sábio e mais preparado para lidar com as muitas reviravoltas de ser um atleta profissional", declarou o jamaicano.

Relembre lesões graves que marcaram o esporte no Brasil e no mundo:

Veja também:

Resumão do Mercado - #2
EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade