PUBLICIDADE
Logo do

Atlético-MG

Meu time

Atlético segura América e leva decisão para o Mineirão

Jogo teve poucas chances de gol; em caso de novo empate, time de Hulk será o campeão

16 mai 2021 18h37
| atualizado às 18h47
ver comentários
Publicidade

Em um jogo burocrático, com poucas oportunidades de gol, América e Atlético ficaram no empate sem gols na tarde deste domingo, na Arena Independência, pela partida de ida da final do Campeonato Mineiro. O time da casa foi ligeiramente melhor, mas não conseguiu transformar a superioridade em gol, deixando a decisão totalmente em aberto.

Com a igualdade, quem vencer o duelo de volta, a ser realizado no sábado, às 16h30, no Mineirão, será campeão. Vale lembrar que o Atlético tem a vantagem de dois resultados semelhantes por ter feito melhor campanha na primeira fase.

O clássico já foi disputado em 422 oportunidades, com 115 vitórias do América, contra 204 do Atlético. Outros 103 jogos terminaram empatados.

Hulk em disputa pela primeira partida da final do Campeonato Mineiro de 2021
Hulk em disputa pela primeira partida da final do Campeonato Mineiro de 2021
Foto: GILSON JUNIO/W9 PRESS/ GAZETAPRESS /

Cuca surpreendeu ao escalar um time com três defensores e dois laterais esquerdos. O treinador optou por uma equipe alternativa devido ao desgaste ocasionado pelos jogos da Copa Libertadores da América. Em campo, a tática deu certo no primeiro tempo. Apesar do gol não ter saído, a equipe alvinegra foi superior e criou as principais oportunidades de gol.

Tchê Tchê e Guilherme Arana, de fora da área, levaram perigo ao gol defendido por Matheus Cavichioli, que fez uma grande defesa para salvar o América no lance com Hulk. Em um chute forte de dentro da área. Do outro lado, o América se preocupou mais em marcar do que em criar e sequer ameaçou Everson.

No segundo tempo, o técnico Cuca resolveu mudar o esquema tático. O treinador sacou Réver e colocou Allan em campo, para reforçar o setor de meio de campo do Atlético. No entanto, acabou dando mais espaço para o América, que enfim conseguiu criar sua primeira oportunidade de gol. Marlon cruzou, Everson espalmou e Bruno Nazário parou na defesa do goleiro atleticano.

Após o susto, Cuca colocou o time ainda mais para frente, tirando o lateral Dodô e colocando Eduardo Sasha. Mas o América continuou melhor. Em um arremate de Bruno José, Everson fez um milagre para assegurar o 0 a 0. A situação do time alvinegro piorou ainda mais quando Allan, como último homem, segurou Ademir e acabou expulso.

Com um a menos, o Atlético começou a 'cozinhar' o jogo, muito também pelo desgaste da última semana. O time visitante acabou ficando com a bola, se fechou e não deixou o América ameaçar, confirmando assim o empate.

 

Estadão
Publicidade
Publicidade