PUBLICIDADE
Logo do Seleção Alemã

Seleção Alemã

Favoritar Time

Dirigente da seleção alemã, Bierhoff pede paciência

Campeão da Eurocopa de 1996 aposta em desempenhos melhores da atual campeã da Copa contra Suécia e Coreia do Sul

20 jun 2018 - 09h19
(atualizado às 09h46)
Compartilhar
Exibir comentários

Gerente de futebol responsável pela seleção alemã, Oliver Bierhoff minimizou a derrota da Alemanha na estreia por 1 a o para o México, no último domingo, no Estádio Luzhniki, em Moscou. O ex-centroavante admitiu que a atuação da equipe foi ruim, mas acredita que não vai se repetir.

"Conversamos entre nós e cada um sabe da sua responsabilidade. Estamos tranquilos, sabemos da nossa força. É uma pena que já tão cedo tenhamos de fazer um jogo decisivo, mas podemos lidar bem com essa situação e para isso precisamos nos organizar para mostrar nossa capacidade", afirmou Bierhoff em coletiva de imprensa concedida nesta quarta-feira, em Sochi.

O ex-jogador Oliver Bierhoff, hoje gerente de futebol da seleção alemã
O ex-jogador Oliver Bierhoff, hoje gerente de futebol da seleção alemã
Foto: Hannah McKay / Reuters

O dirigente fez a análise dele sobre a derrota para o México. "Quando se perde em uma Copa do Mundo, é sempre fácil encontrar culpados. Não é que os jogadores entraram sem vontade. Fizemos um mau primeiro tempo e o que ocorreu depois foi uma reação em cadeia. Nossa linha de marcação foi quebrada e isso não deve acontecer conosco. Também faltou agressividade. Se voltarmos a atuar como nos últimos anos, seremos bem sucedidos", comentou.

De acordo com Bierhoff, esse elenco da Alemanha, seleção atual campeã da Copa do Mundo e da Copa das Confederações, tem crédito. "Está indo tudo bem desde 2010, não entendo porque agora estamos à deriva. O que me dá otimismo é a experiência dessa equipe, que consegue alcançar o melhor desempenho em momentos importantes. Todos estão dispostos a fazer mais, a consertar o que saiu errado e vencer como time. Contra a Suécia, precisamos ter paciência para evitar surpresas", comentou.

O técnico Joachim Löw comandou treino em Sochi nesta quarta-feira, para preparar a equipe para o jogo contra a seleção sueca, às 15 horas (de Brasília) deste sábado, em Sochi. Em campo, todos os jogadores se mostraram muito concentrados e trabalharam em silêncio durante a atividade. Depois da Suécia, a última partida da Alemanha na primeira fase vai ser contra a Coreia do Sul, às 11 horas (de Brasília) do dia 27, em Kazan.

Veja também

Seis pontos em que a seleção alemã tem que melhorar:
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade