PUBLICIDADE

4 alimentos com origem indígena que não faltam nas festas juninas

Presente em várias celebrações, eles fazem parte da culinária brasileira há séculos

14 jun 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
As festas juninas são marcadas por músicas típicas, danças e gastronomia com raízes na cultura indígena, destacando-se o milho, com significado de 'sustento da vida', a paçoca, de origem tupi, a batata-doce e a mandioca, cultivadas há milhares de anos pelos povos originários.
Milho tem origem indígena e é usado em diversas receitas em festas juninas
Milho tem origem indígena e é usado em diversas receitas em festas juninas
Foto: Imagem de freepik

As festas juninas são um dos eventos mais esperados do calendário cultural brasileiro, marcadas por suas músicas típicas, danças, fogueiras e, claro, pela gastronomia. Entre as diversas comidas que enfeitam as mesas dessas celebrações, muitas têm raízes na cultura indígena.

Milho

O milho é um dos elementos mais emblemáticos das festas juninas. O alimento tem uma intensa ligação com os povos indígenas. O nome do milho tem origem indígena caribenha e significa “sustento da vida”, Ele é cultivado pelos povos originários há milhares de anos.

Na época das festas, o milho se destaca em diversas preparações tradicionais como pamonha, canjica, pipoca, além de estar presente em receitas de bolos e pães.

Pipoca: a origem indígena do ingrediente que reina nas festas juninas Pipoca: a origem indígena do ingrediente que reina nas festas juninas

Paçoca

Com nome de origem tupi, paçoca significa esmigalhar
Com nome de origem tupi, paçoca significa esmigalhar
Foto: Imagem de Freepik

Com nome de origem tupi, paçoca significa esmigalhar e originalmente consistia em uma mistura de farinha de mandioca e carne, geralmente de peixe ou de caça, moídas juntas em um pilão, técnica comum entre os indígenas.

Com o passar do tempo, a receita foi adaptada, tendo o amendoim como ingrediente principal. Ele, aliás, está presente em outros alimentos típicos da festa junina, como pé de moleque, cajuzinho e doce de amendoim.

Mandioca

Especialistas apontam que a origem da mandioca tem relação com o povo Tupi
Especialistas apontam que a origem da mandioca tem relação com o povo Tupi
Foto: Imagem de Freepik

A mandioca, conhecida por diversos nomes, como macaxeira e aipim, tem origem completamente esclarecida. Alguns especialistas apontam que ela era consumida por povos originários brasileiros há milhares de anos. O nome mandioca, inclusive, vem de uma lenda Tupi.

A mandioca é utilizada na preparação de uma variedade de pratos tradicionais brasileiros, incluindo a farinha de mandioca e a tapioca. Além disso, o 'mané pelado' é o bolo típico das festas juninas. Feito com mandioca ralada, fica extremamente cremoso.

Batata-doce

A batata-doce era cultivada e consumida pelos povos indígenas muito antes da chegada dos europeus
A batata-doce era cultivada e consumida pelos povos indígenas muito antes da chegada dos europeus
Foto: Imagem de マサコ アーント por Pixabay

Originária das Américas, a batata-doce era cultivada e consumida pelos povos indígenas muito antes da chegada dos europeus ao continente. Sua resistência e adaptabilidade às condições climáticas variadas tornaram a batata-doce uma importante fonte de alimento para vários povos ao longo dos séculos.

Um ingrediente versátil e bastante apreciado na culinária brasileira, ela é utilizada em bolo, doces e ensopados. Nas festas juninas, ela parece em forma do doce com casca mais firme e interior cremoso.

Fonte: Redação Nós
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade