0

Petrobras pode divulgar balanço do 3º tri de 2014 no dia 27

14 jan 2015
21h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Diante do esc&acirc;ndalo da Lava Jato, a PwC recusou-se a assinar a demonstra&ccedil;&atilde;o financeira do terceiro trimestre de&nbsp;2014.</p>
Diante do escândalo da Lava Jato, a PwC recusou-se a assinar a demonstração financeira do terceiro trimestre de 2014.
Foto: Sergio Moraes / Reuters

A Petrobras informou nesta quarta-feira que apresentará as demonstrações contábeis não auditadas do terceiro trimestre de 2014 ao Conselho de Administração em 27 de janeiro, e que a divulgação dos números na mesma data dependerá de "resultado da reunião" do colegiado.

A companhia reiterou ainda que pretende divulgar o balanço sem a revisão dos auditores externos neste mês, visando cumprir acordo recente feito com credores, após alguns adiamentos em meio a denúncias de corrupção investigadas pela operação Lava Jato, da Polícia Federal.

A petroleira também frisou que "está empenhada" em divulgar as demonstrações contábeis do período revisadas por seu auditor externo PricewaterhouseCoopers (PwC) "o mais breve possível".

A divulgação dos resultados do terceiro trimestre foi adiada algumas vezes, devido a diversas acusações de que funcionários e ex-funcionários da Petrobras teriam participado de suposto esquema de corrupção e desvio de dinheiro.

Os supostos desvios podem ter resultado em uma sobrevalorização de ativos da companhia, uma vez que os investimentos anunciados teriam sido maiores do que o total efetivamente investido, o que pode levar a empresa a realizar baixas contábeis.

Diante do escândalo de corrupção, a PwC recusou-se a assinar a demonstração financeira do terceiro trimestre em 2014.

Agora, os prazos da companhia estão apertados, apesar de os credores terem concordado em aguardar os resultados não auditados até o fim deste mês.

Caso o prazo não seja cumprido, eles poderão executar a companhia por não conhecer os seus números, conforme o previsto em contratos.

Veja também:

Bolsonaro fala em 'cartão vermelho' para quem sugere congelar aposentadorias e enterra Renda Brasil
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade