2 eventos ao vivo

Mitsubishi tira Carlos Ghosn da presidência do conselho

Empresa também faz parte de aliança com as montadoras Renault e Nissan

26 nov 2018
09h20
atualizado às 10h22
  • separator
  • 0
  • comentários

TÓQUIO- A Mitsubishi Motors informou nesta segunda-feira, 26, que seu conselho de administração votou pela remoção do executivo brasileiro Carlos Ghosn da presidência do colegiado. Na última quinta-feira, 22, Ghosn foi afastado também do comando do conselho da Nissan, três dias depois de ser preso em Tóquio por supostas irregularidades financeiras.

A Nissan, que é parceira da Mitsubishi e da francesa Renault numa aliança das três montadoras, acusa Ghosn de ter fraudado sua declaração de renda por anos seguidos.

O executivo brasileiro Carlos Ghosn
O executivo brasileiro Carlos Ghosn
Foto: Regis Duvignau / Reuters

O atual chefe-executivo da Mitsubishi, Osamu Masuko, vai acumular o cargo de presidente do conselho da empresa.

Segundo a Mitsubishi, Ghosn perdeu a confiança da Nissan e não é mais capaz de cumprir suas funções. A Nissan tem participação de 34% na Mitsubishi.

Veja também

A história por trás da foto viral em que mãe carrega o filho deficiente para o vestibular

 

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade