3 eventos ao vivo

Mercados acionários chineses fecham em alta com suporte do setor bancário

24 ago 2018
07h34
atualizado às 08h07
  • separator
  • 0
  • comentários

O mercado acionário da China fechou em leve alta nesta sexta-feira, impulsionado pela força nas ações do setor bancário.

Investidores observam dados de ações em casa de corretagem em Xangai, na China 09/02/2018 REUTERS/Aly Song
Investidores observam dados de ações em casa de corretagem em Xangai, na China 09/02/2018 REUTERS/Aly Song
Foto: Reuters

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,2 por cento, e o índice de Xangai também teve alta de 0,2 por cento.

Na semana, o SSEC ganhou 2,3 por cento, enquanto o CSI300 subiu 3 por cento.

Os principais índices recuaram no início do pregão depois que as negociações comerciais entre Washington e Pequim terminaram sem nenhum progresso.

Autoridades norte-americanas e chinesas encerraram dois dias de negociações no dia anterior sem qualquer avanço. Enquanto isso, a guerra comercial entre os dois países se intensificou com a ativação outra rodada de tarifas sobre o equivalente a 16 bilhões de dólares em bens de cada país.

Os ganhos dos mercados foram liderados pelo setor bancário, que apresentou alta de 2,1 por cento.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,85 por cento, a 22.601 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,43 por cento, a 27.671 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,18 por cento, a 2.729 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,16 por cento, a 3.325 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,46 por cento, a 2.293 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,50 por cento, a 10.809 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 1,14 por cento, a 3.213 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,05 por cento, a 6.247 pontos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade