2 eventos ao vivo

Mercado está mais pessimista sobre rumo do Ibovespa

Entre os 25 participantes, 40,00% esperam queda para o índice, 36,00% preveem ganho e 24% acreditam na estabilidade

11 ago 2018
04h11
atualizado às 10h00
  • separator
  • comentários

O Termômetro Broadcast Bolsa mostra quadro mais equilibrado em relação às expectativas para o Ibovespa na semana que vem. Na contramão da tendência dos últimos meses, desta vez, por margem pequena, a maioria (40,00%) dos 25 participantes está esperando queda para o índice, contra 36,00% que preveem ganho. Os 24,00% restantes acreditam em estabilidade. 

No Termômetro da semana passada, 48,15% esperavam avanço das ações para o período de 6 a 10 de agosto; 25,93%, estabilidade; e 25,93%, baixa. A pesquisa tem por objetivo captar o sentimento de operadores, analistas e gestores para o comportamento do Ibovespa na semana seguinte . O índice caiu 6,04% esta semana.

Operador observa painel da Bolsa de São Paulo
Operador observa painel da Bolsa de São Paulo
Foto: Paulo Whitaker / Reuters

A cena eleitoral continuará no centro das atenções na semana que vem, cujo calendário traz em destaque mais um debate com os candidatos a presidente da República, promovido pela Rede TV!/IstoÉ, no dia 17. Também estará no radar a divulgação de eventuais pesquisas de intenção de votos. Já a agenda doméstica é mais fraca na próxima semana, quando serão divulgados a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) e o Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br), ambos de junho.

No exterior, os holofotes seguem no noticiário em torno das tensões geopolíticas e comerciais, que têm trazido aversão a ativos de risco. Em relatório, o Bradesco destaca que "serão divulgados dados de atividade da China e dos EUA de julho, que serão relevantes para identificar os efeitos da guerra comercial principalmente na indústria desses países". Na zona do euro, a agenda indica a prévia do PIB segundo trimestre e a inflação ao consumidor em julho.

A safra de balanços do segundo trimestre entra em sua reta final na próxima semana, quando serão conhecidos os números de companhias como Eletrobras, JBS, Cemig e Cesp.

Veja também

 

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade