PUBLICIDADE

Lula critica presidente do BC e projeta crescimento: 'Vamos chegar a 6ª economia do mundo'

Presidente afirmou que incomoda porque deseja elevar o padrão de vida do brasileiro

15 jun 2024 - 10h17
(atualizado às 13h42)
Compartilhar
Exibir comentários
Lula mostrou otimismo com a economia do Brasil
Lula mostrou otimismo com a economia do Brasil
Foto: Adriano Machado / Reuters

Com a previsão do mercado na manutenção da taxa Selic em 10,50%, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) alfinetou Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, nas redes sociais. A próxima reunião do  Copom (Comitê de Política Monetária) acontece nos dias 18 e 19 de junho. 

"Estamos reféns de um sistema financeiro que praticamente domina a imprensa brasileira. Ninguém fala da taxa de juros de 10,25% em um país com uma inflação de 4%. Pelo contrário, dão uma festa para o presidente do Banco Central. Quem deu a festa deve estar ganhando com esses juros", escreveu em seu perfil no X, antigo Twitter. 

O petista ainda falou sobre os seus planos de aumentar a taxa de isenção do Imposto de Renda: "Nunca antes na história do Brasil tivemos um presidente que quisesse cuidar do povo como eu. E eu sei que isso incomoda. Cuidar dos direitos das trabalhadoras domésticas, de quem recebe Bolsa Família. Eu ainda quero garantir isenção do Imposto de Renda para quem ganha até R$ 5 mil. E isso incomoda. Queremos levantar o povo brasileiro para um padrão de vida de classe média. Subir além do primeiro degrau, sem que seja derrubado cada vez que sobe um degrau. E eu acho isso plenamente possível."

No fim das postagens, Lula se mostrou otimista sobre o crescimento da economia brasileira. "Anotem aí: nós vamos chegar a 6ª economia do mundo. Chegamos em 2011, depois caímos para 12ª e eu já trouxe de volta para a 8ª posição. E até o final do meu mandato vamos chegar a 6ª", afirmou. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade