0

Sete cuidados ao comprar medicamentos pela internet

Evite adquirir remédios sem receita ou de farmácias não registradas

7 dez 2015
09h00
  • separator
  • 0
  • comentários

Comprar medicamentos pela internet pode até ser mais prático, mas é preciso tomar alguns cuidados. A venda de remédios por meio remoto (sites, telefone e outros) é regulamentada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 2009, e há uma série de compromissos que os estabelecimentos têm de cumprir.
 
A norma da Anvisa estabelece que somente farmácias e drogarias abertas ao público com farmacêutico presente durante todo o horário de funcionamento podem vender medicamentos pela internet. Ou seja, além de o estabelecimento ser devidamente registrado, deve disponibilizar um profissional para atender os clientes caso eles solicitem.

Quando os remédios chegarem à sua casa, verifique ainda na frente do entregador se eles estão devidamente lacrados
Quando os remédios chegarem à sua casa, verifique ainda na frente do entregador se eles estão devidamente lacrados
Foto: stable/Shutterstock

Além disso, remédios controlados (por exemplo, os de tarja preta) não podem ser vendidos pela internet, telefone, ou outros tipos de canais não presenciais. Para comprar, os consumidores devem comparecer pessoalmente ao estabelecimento e apresentar a receita médica. No caso de o próprio usuário do remédio não poder ir até a farmácia, algum representante legal pode fazer isso.
 
Por isso, caso você se depare com sites que não seguem alguma dessas regras, desconfie. É necessário ficar atento para evitar cair em fraudes, como venda de substâncias ilegais ou mesmo remédios autorizados, mas falsificados ou com ingredientes diferentes do original. Confira dicas para comprar com segurança:
 
1 - Consulte seu médico
Antes de comprar qualquer medicamento, consulte seu médico e só tome remédios prescritos para você. Ele é o profissional especializado para indicar o melhor tratamento para o seu organismo. Não tente adquirir produtos que seus amigos ou conhecidos tomam, ou que você viu em propagandas. Nunca compre remédios por conta própria.
 
2 - Compre de uma farmácia conhecida
Se você se deparar com um site que não fornece dados para contato, telefone para atendimento e endereço, desconfie. A norma publicada em 2009 pela Anvisa exige que as farmácias e drogarias apresentem uma série de informações no site, como razão social e nome fantasia da farmácia, CNPJ, endereço completo, horário de funcionamento, telefone e nome no Conselho do farmacêutico responsável.
 
3 - Não compre de sites que não exigem receitas médicas
Farmácias e drogarias que vendem medicamentos na internet sem receita médica estão violando a lei. Sites que informam receitas apenas se você responder um questionário online também não são seguros. Somente o seu médico pode prescrever a medicação correta para o seu tratamento.
 
4 - Não solicite medicação não autorizada pela Anvisa
Muitos sites fraudulentos vendem remédios não autorizados pela Anvisa pela internet. Além de ser ilegal a importação ou compra de medicamentos não aprovados no Brasil, você pode colocar em risco sua saúde. Tomar substâncias não autorizadas pode ter consequências graves para o seu organismo.
 
5 - Solicite acesso ao farmacêutico registrado
Como já dissemos no início do texto, as farmácias online são obrigadas a disponibilizar um farmacêutico caso o cliente solicite. Se você tiver dúvidas sobre a medicação depois que você começar a tomar, ou está preocupado com reações do medicamento no seu organismo, pode ser interessante falar com um farmacêutico.
 
6 - Confira o domínio do site
Pela norma da Anvisa, apenas os sites com o domínio ‘.com.br’ estão autorizados a receber pedidos de medicamentos. É uma maneira de o órgão identificar os responsáveis pelo registro dos sites.
 
As farmácias online também devem informar o nome comercial do produto; os princípios ativos; a concentração, forma farmacêutica e a quantidade do medicamento; o número de registro na Anvisa; o nome do detentor do registro; e o preço do medicamento.
 
7 - Verifique se os produtos estão lacrados
Quando os remédios chegarem à sua casa, verifique ainda na frente do entregador se eles estão devidamente lacrados. Se estiverem abertos ou com algum tipo de furo, você pode solicitar a troca imediata do produto. Para sua segurança, não tome medicamentos que não estiverem completamente lacrados.

Fonte: Canarinho Press
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade