PUBLICIDADE

O futuro do mercado financeiro começa no Bank as a Service

Com a possibilidade de oferecer a qualquer empresa serviços customizáveis, o BaaS movimenta a economia

24 set 2022 - 02h00
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Diana Grytsku / Freepik

Enquanto os bancos tradicionais possuem décadas de estrada, o Bank as a Service tem cinco anos de tempo de mercado. Ainda que recente no mundo financeiro, ele tem chamado a atenção. Segundo a agência de pesquisa Future Market Insights, a expectativa é de que em 2031 o alcance do BaaS seja de US$ 12,2 bilhões - o que significa um crescimento de 15,7% ao ano. 

O Brasil é um grande consumidor do serviço. De acordo com pesquisa do IMR Instrospective Market Research, o país representa 73% do mercado de Bank as a Service (BaaS) na América do Sul, com uma receita de US$ 1,3 bilhões em 2021. Para efeito de comparação, em todo o continente latino, houve uma receita de US$ 1,9 bilhões no mesmo período.

“Tais dados revelam que é preferível investir no Brasil do que em outros países latino americanos ― eu costumo brincar que o Chile é do tamanho do Itaim Bibi. Por aqui, temos mais espaço”, diz Carlos Benitez, CEO da BMP, empresa de BaaS. 

De acordo com o executivo, o serviço traz funcionalidades melhores pois não é engessado como as instituições bancárias tradicionais – o potencial do BaaS está no fato de que qualquer empresa oferecer produtos financeiros adaptados às necessidades de seus clientes. 

“Postos de gasolina, supermercados, farmácias e outros pontos de venda podem ser usados como uma infraestrutura de serviços bancários”, exemplifica.

Mercado financeiro e tecnologia

Benitez salienta que se os bancos tradicionais atuam com soluções integradas, o BaaS atua com novas tecnologias e soluções independentes, e portanto, é capaz de competir de igual para igual. 

“Temos um escritório de 800 metros quadrados na Avenida Paulista e entregamos em crédito para as ‘pejotinhas’ (pequenas empresas) um valor que se equipara ao varejo do Itaú”, revela. 

Outro case notável da BMP é o Mercado Pago, um negócio do Mercado Livre para compra e venda de produtos novos e usados entre pessoas e empresas. O objetivo era oferecer serviços financeiros através de capital de giro para vendedores e compradores da plataforma. A partir da conectividade entre as empresas, compliance e KYC, isso se tornou possível e hoje é um dos serviços mais procurados pelos consumidores.

“Nós desenvolvemos toda a estrutura e hoje o Mercado Pago é líder no setor e não precisam mais da gente. Agora eles andam com as próprias pernas e isso mostra o poder do BaaS no quesito competitividade e performance”, fala Benitez.

(*) HOMEWORK inspira transformação, com inteligência digital e capricho artesanal. Nosso jornalismo impacta milhares de leitores todos os dias. E nossas soluções de conteúdo sob medida atendem grandes empresas de todos os tamanhos. Saiba mais sobre nossos projetos e entre em contato.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade