PUBLICIDADE

Startup uMode capta R$ 2,7 milhões para turbinar marcas de moda

O aporte chega para consolidar os planos de escala da startup, que prevê alcançar R$ 6,5 milhões em receita recorrente anual em 2023

18 mai 2023 - 16h58
Compartilhar
Exibir comentários

A uMode, startup que oferece soluções para marcas de moda aumentarem o impacto e a forma de vender produtos em escala, recebeu um aporte de R$ 2,7 milhões em uma rodada de investimento liderada pela Smart Money Ventures e Investidores.vc.

Moda
Moda
Foto: Canva / Startups

Fundada em 2019, a fashiontech oferece ferramentas de inteligência artificial para gerar dados e auxiliar na tomada de decisão dos clientes. O objetivo é ajudar marcas a vender mais com menos sobras e menos estoque, e com mais margem e conexão com o que o consumidor final deseja. A plataforma permite que as empresas gerenciem coleções, cuidem dos estoques, se relacionem com os clientes e planejem próximos lançamentos, além de melhorar a performance e otimizar recursos.

"O maior desafio era achar uma dor que conseguiríamos resolver e fazer com que a solução criada fosse escalável, e montar o melhor time possível desse mercado no Brasil. Agora, queremos seguir atendendo os maiores grupos de moda do país, mas também revolucionar a vida de empresas menores", afirma João Risoleo, CEO da uMode, em entrevista ao Startups.

O aporte chega justamente para consolidar esses planos e aumentar a escala. A companhia pretende usar os recursos do aporte para ampliar o time, chegando a 65 colaboradores neste semestre com contratações principalmente na área de vendas. Além disso, vai investir na área de atendimento ao cliente e implementar novas funcionalidades na plataforma. Com esses avanços, a expectativa é alcançar R$ 6,5 milhões em receita recorrente anual (ARR) no ano de 2023.

Fundadores da uMode: Juliana Esteves, João Risoleo, Sandro de Oliveira Costa e Saulo Arruda Coelho
Fundadores da uMode: Juliana Esteves, João Risoleo, Sandro de Oliveira Costa e Saulo Arruda Coelho
Foto: Divulgação / Startups

Visão estratégica

Nos últimos 2 anos, a uMode recebeu cerca de R$ 900 mil de investidores anjos, mas conclui agora sua primeira rodada institucional com fundos de investimento. Questionado sobre quais foram os desafios para fechar o deal, o CEO revela que a dificuldade não foi especificamente captar, e sim estreitar o relacionamento com os fundos nos últimos anos.

"Sou empreendedor há 12 anos. Já vendi 2 startups e quebrei outras 2, a uMode é o meu 5º negócio. Nessa jornada, aprendi que para conseguir captar, tenho que ter um relacionamento de longo prazo com os investidores. A Smart Money Ventures e a Investidores.vc, além de outros fundos com quem conversei, são parceiros que venho nutrindo o relacionamento desde a empresa anterior, frequentemente enviando relatórios de atualização sobre o negócio", explica João.

Segundo o executivo, os fundos que lideraram a rodada foram escolhidos a dedo. "Abrimos mão de outros que são de certa forma mais conhecidos no mercado por causa desse relacionamento. Hoje, temos um conselho consultivo com representantes que agregam em visão estratégica, gestão e nível operacional, e já passaram pelo momento da empresa que estou vivendo", pontua.

Após crescer 3,6 vezes de 2021 para 2022, a uMode já registrou nos primeiros meses de 2023 todo o faturamento registrado no ano passado. "Esse é o ano em que as empresas de moda estão buscando eficiência, e nós temos a solução para isso. Somos super capazes de revolucionar a vida dessas marcas para trazer eficiência e aumento de venda", finaliza João.

Startups
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade